Sheherazade "adota" Eduardo Cunha!

A apresentadora que em fevereiro de 2014 causou revolta ao pedir aos "defensores dos direitos humanos" que "adotassem um bandido" publicou em seu blog um texto em defesa do Eduardo Cunha. Num gesto de coerência, ela adotou o lobista!

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Em fevereiro de 2014, a apresentadora Rachel Sheherazade, já famosa por suas opiniões direitistas no SBT, gerou revolta nas redes sociais ao justificar uma cena de barbárie no Rio de Janeiro. Na ocasião, um grupo de "justiceiros" - depois identificados como jovens criminosos da classe média - aprisionou um rapaz negro a um poste. Empolgada, a "jornalista" apoiou o ato de selvageria e ainda esbravejou ao vivo. "Aos defensores dos direitos humanos, que se apiedaram do marginalzinho no poste, lanço uma campanha: 'Faça um favor ao Brasil. Adote um bandido". Já na última sexta-feira (16), ela postou em seu blog um texto em defesa do Eduardo Cunha. Num gesto de coerência, ela adotou o lobista!

Na postagem intitulada "Boi de Piranha", a âncora do SBT não esconde o motivo desta adoção. Para ela, nem as provas das contas secretas na Suíça justificam "prender no poste" o presidente da Câmara Federal. Todo o alarde sobre seus escândalos de corrupção não passaria de uma trama das forças de esquerda. "Ávidos para blindar Dilma Rousseff de um processo de impeachment na Câmara, o PT e o seu 'puxadinho ideológico', o PSOL, continuam em seu périplo pelos corredores colhendo assinaturas para pedir o afastamento do presidente da casa, Eduardo Cunha, arqui-inimigo da petista".

A equilibrada jornalista, defensora do linchamento de jovens negros, segue na argumentação. "Dilma nunca engoliu Cunha. Era seu mais ferrenho opositor. Venceu a eleição da mesa diretora derrotando, de forma acachapante, o candidato do governo, que, fatalmente, transformaria o Poder Legislativo num capacho do Executivo. Desde então, o presidente da Câmara tornou-se o malvado favorito das esquerdas". Já sobre as contas secretas na Suíça, Rachel Sheherazade pede calma aos seus seguidores. "No que diz respeito ao presidente da Câmara, tudo está ainda no campo das suspeitas. Verdade seja dita: Eduardo Cunha não é réu até que o inquérito se torne processo judicial, não é culpado, até que a Justiça diga o contrário. Por enquanto, o presidente da Câmara não passa de um investigado".

Sempre serena e sensata, ela faz questão de realçar o papel histórico do lobista. "Apesar de todos os ataques, Cunha ainda resiste e tem nas mãos um trunfo poderosíssimo contra o governo. É dele, e somente dele, o poder de aceitar ou recusar um pedido de afastamento da presidente da República.

Eis o interesse do PT e seus congêneres na sua cassação: sepultar a possibilidade do impeachment da presidente. Para não ser abatido, o governo quer aniquilar seu maior algoz, livrando-se do julgamento político... Eduardo Cunha se tornou o boi de piranha perfeito. Enquanto é devorado pelos inimigos, o rebanho de corruptos atravessa o rio, imune, ileso, impune! E os idiotas, úteis ao projeto criminoso do poder, aplaudem". Preocupada com o futuro do lobista, Sheherazade resolveu "adotá-lo". Que lindo!

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247