Sou brasileiro com muito orgulho

Com a Copa, temos uma grande oportunidade para mostrar a riqueza cultural brasileira, a criatividade de nossa gente, uma natureza exuberante e o novo Brasil que estamos construindo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Daqui a poucos dias, viveremos as emoções da Copa do Mundo no Brasil. E conquistamos a honra de sermos os anfitriões dessa festa graças ao reconhecimento que o mundo faz de nossos recentes avanços, enquanto uma nação que tem por princípios a defesa da paz e da prosperidade com inclusão social. Por isso, devemos aproveitar esta oportunidade e mostrar, além de um caloroso acolhimento, nosso jeito de fazer, que respeita a diversidade, mas não tolera a violência e o pessimismo.

O Brasil está pulsando forte. Não só pela Copa, mas porque hoje vivemos em uma terra que qualquer cidadão, por mais humilde que seja, é tratado com respeito, com direito à saúde pública, à escola e à universidade, a uma renda mínima, a um emprego, a uma moradia, a uma alimentação saudável. Enfim, nos tornamos um país que conquistou dignidade para milhões de filhos seus que, até bem pouco tempo, estavam relegados a cidadãos de "segunda classe".

O Brasil está dando certo, apesar de uma minoria agourenta e dos pessimistas contumazes. E é justamente nessa hora em que o mundo inteiro olha para nós buscando conhecer esse país que se consolida como uma das maiores democracias do planeta, que esses oportunistas se apresentam. Contra a violência de seus atos ou seus discursos que desqualificam a nossa história, ferem nossa autoestima e que tentam nos confundir com meias informações ou mentiras, precisamos resgatar fatos e levantar a bandeira da verdade.

A verdade é que a Copa do Mundo deixará um precioso legado. E não são apenas os novos estádios nos quais assistiremos as emoções da Copa e onde seguiremos desfrutando, com segurança e conforto, a nossa paixão pelo futebol. O grande legado está na infraestrutura. Bilhões de reais se transformam em melhorias nas telecomunicações e energia, na mobilidade urbana, nos aeroportos e rodovias, na estrutura turística, na segurança pública. Ou seja, nenhum investimento foi inútil, muito menos desviou recursos da saúde e da educação, que contam com verbas próprias.

Mesmo antes de a bola rolar para a Copa, já temos o que comemorar: foram gerados milhares de empregos, qualificados centenas de trabalhadores, atraídos muitos turistas. Em breve, faturaremos mais: retornos provenientes da indústria do turismo, do movimento do comércio (do micro ao grande empreendedor), de investimentos nacionais e estrangeiros.

O mundo quer ver e viver a festa do futebol no Brasil. Temos uma grande oportunidade para mostrar a riqueza cultural brasileira, a criatividade de nossa gente, uma natureza exuberante e o novo Brasil que estamos construindo, com desenvolvimento e inclusão social. Não podemos deixar que o mau humor de poucos contamine a beleza e o significado deste momento. Vamos, sim, fazer a "Copa das Copas", a Copa da diversidade e da paz. Podemos encher o peito e gritar: "Sou brasileiro com muito orgulho no coração"!

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email