STF pode discutir caso Lula sem Cármen Lúcia

Ministros têm feito chegar à imprensa críticas à presidente do Supremo. Devido à sua hesitação sobre o habeas corpus de Lula. Seus colegas estão dizendo que ela tem excessivo “apego à opinião pública”

30/06/2017- Brasília- DF, Brasil- A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia durante sessão plenária extraordinária no STF. Esta é a última sessão antes das férias forenses dos ministros Foto: José Cruz/EBC/FotosPúblicas
30/06/2017- Brasília- DF, Brasil- A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia durante sessão plenária extraordinária no STF. Esta é a última sessão antes das férias forenses dos ministros Foto: José Cruz/EBC/FotosPúblicas (Foto: Eduardo Guimarães)

Circula informação de que a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, decidiu, enfim, pautar o debate spbre prisão após condenação em 2ª instância, tema que interessa a Lula porque ele depende de um habeas corpus preventivo contra mandado de prisão do TRF4. Cármen Lúcia vem tentando empurrar o caso com a barriga. Porém, ela deve pautar o caso em breve porque, do contrário, o conjunto da Corte pode discutir o assunto mesmo sem ela querer.

(...)

Ministros têm feito chegar à imprensa críticas à presidente do Supremo. Devido à sua hesitação sobre o habeas corpus de Lula. Seus colegas estão dizendo, segundo a Folha, que ela tem excessivo “apego à opinião pública”.

Ou seja: a presidente do Supremo está sendo acusada de fazer demagogia tomando decisões com base no que a opinião pública quer, o que é a maior acusação que se pode fazer a um magistrado.

Leia o artigo na íntegra.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247