Tá faltando amor na campanha eleitoral

www.brasil247.com -
(Foto: Ricardo Stuckert)


Eu só acredito em campanha eu apaixone o povo, porque do outro lado o que impera é o dinheiro, a compra de votos, a chantagem de demissão dos que pensam diferente do patrão. Dito isso, quero deixar claro que no primeiro turno a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou tão formal quanto citá-lo pelo nome completo do registro. 

Lula é o sorriso no rosto dos que nunca tiveram oportunidades antes. Lula é a esperança dos inválidos e abandonados pelo sistema. Lula é o grito de gol do seu time quando está ganhando. Lula é o amor expressado no beijo dos adolescentes escondidos. Lula é o caminho dos que estiveram perdidos sem água, sem energia, sem estudo e com fome. Lula é o melhor produto que um marketeiro pode ter nas mãos para ser oferecido e vendido. Então, que se tenha um segundo turno com ele no meio do povo. 

Se é verdade que uma imagem vale mais do que mil palavras, Lula precisa ser mostrado na televisão como o ser humano que ele é. Abraçando e sendo abraçado. Beijando e sendo beijado. 

Não vou ensinar o que a equipe de marketing da campanha do Lula deve fazer, mas digo que ou apaixona ou cometerá um grande erro. 

Que deixem as formalidades para os ritos da presidência, pois agora o que se precisa mesmo é de muito amor nas telas da TV.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247