Taxistas e caminhoneiros que compraram veículos novos nos governos do PT recebem 'esmolas' do atual governo

www.brasil247.com -
(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)


O que aparenta ser benefício é, na verdade, uma resposta crua, azeda e cheia de ironia a taxistas e caminhoneiros que votaram e continuam apoiando em larga escala o governo da morte e da fome. 

Assim como os carteiros, taxistas e caminhoneiros foram duas categorias importantes no golpe contra o Brasil, no suporte das manifestações para o ‘impeachment’ da Presidenta Dilma Rousseff, na manutenção do massacre da mídia contra o PT e na condução de um sociopata à presidência da república. 

No sete de setembro do ano passado, quando havia uma expectativa de que seria decretado ‘estado de sítio’, vimos caminhoneiros comemorando nas estradas bloqueadas, a decretação do estado de sítio, de defesa, de calamidade, de guerra e o escambau, em uma atitude bizarra depois de um alarme falso disparado nas redes sociais. 

Quando entramos em um táxi na cidade do Rio, quase sempre o motorista faz um comentário que dá a entender que ali, dirigindo aquele carro, está um bolsonarista e um antipetista raiz, que um dia disse que o Bolsa Família era esmola, que não percebe que o governo que ele apoia está despejando profissionais de outras áreas para disputar espaço, ou seja, não compreende o fenômeno da uberização.  

Sinceramente, não entendo como categorias tradicionais e imprescindíveis à sociedade, compostas por incansáveis trabalhadores que criam seus filhos com dificuldade, escravos de um volante, sem privilégios, sem aristocracia, podem se sentir representadas por um déspota servil e fascista, que não vale a nota fiscal de uma carga Rio/Magé e o valor de uma ‘corrida’ Meier/Marechal Hermes. 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email