Teatro do absurdo sobre a caçada a Lula em 5 episódios

Se não surgir nenhum fato novo que altere o projeto de poder dos golpistas, ainda incompleto, depois da destituição de Dilma e da cassação de Eduardo Cunha a próxima pedra a ser removida do caminho é o ex-presidente Lula

Se não surgir nenhum fato novo que altere o projeto de poder dos golpistas, ainda incompleto, depois da destituição de Dilma e da cassação de Eduardo Cunha a próxima pedra a ser removida do caminho é o ex-presidente Lula. Apesar da devassa em sua vida, que o transformou no homem público mais investigado deste país, nada, absolutamente nada foi encontrado que pudesse incriminá-lo pelo recebimento sequer de um centavo de propina ou qualquer outro ato ilegal, mas o pessoal da Lava-Jato quer enquadrá-lo em qualquer coisa. O comportamento desse pessoal, que caracteriza escandalosa e covarde perseguição ao ex-presidente operário, nos leva a concluir que o que eles querem mesmo não é combater a corrupção, mas eliminar Lula da vida pública e impedi-lo de concorrer à Presidência da República em 2018. É um verdadeiro teatro do absurdo, que exibimos a seguir em cinco episódios.

PRIMEIRO EPISÓDIO

Um sujeito entra na portaria de um prédio em Curitiba e fala com o porteiro:
- Bom dia, amigo, eu vim aqui reclamar a posse do meu apartamento numero tal...
- Desculpe, mas deve haver algum engano – disse o porteiro.
- Não há engano nenhum. O apartamento é meu e eu quero recebê-lo.
- O senhor deve estar enganado porque esse apartamento pertence a um juiz – esclareceu o porteiro.- O senhor tem documentos que comprovem que o apartamento é seu?
- Não, não tenho.
- Então, como o senhor tem coragem de vir aqui reclamar a posse de um apartamento se não tem os documentos de propriedade?
- Ora, meu amigo, o Lula também não tem documentos que comprovem a propriedade de um sitio em Atibaia e de um apartamento no Guarujá e, no entanto, o pessoal da Lava-Jato insiste em dizer que esses imóveis são dele... Será que isso só vale para o Lula?
Fecha o pano.

SEGUNDO EPISÓDIO

Diálogo entreouvido num bar:
- Eu ouvi dizer que o Lula seria o chefe do esquema da Petrobrás. Isso é verdade? – perguntou um cidadão.
- É.
- Vocês tem alguma prova?
- Não.
- Então como podem afirmar que ele é o chefe?
- Porque foi essa a conclusão a que chegamos após o exame de dados.
- Mas tem alguma prova?
- Não.
- Mas chegar à conclusão não prova nada. Os advogados dele também podem concluir que vocês o estão perseguindo para impedi-lo de concorrer às eleições de 2018.
- Mas a conclusão deles não interessa...
- Quer dizer que só vale a conclusão de vocês?
- É, pra nós é a que vale, porque o que a gente quer mesmo é
estrepar a vida dele.
- Ah, então tá tudo explicado.
Fecha o pano, rápido

TERCEIRO EPISÓDIO

Diálogo entreouvido na entrada de um fórum:
- Dizem que o Lula pode ser preso a qualquer momento por tentar obstruir a justiça. Isso é verdade?
- É.
- Mas o que foi que ele fez?
- Foi nomeado pela Dilma para ministro-chefe da Casa Civil do governo.
- E o que tem isso?
- Como ele responde a processo na Operação Lava-Jato, com a sua nomeação ele teria direito a foro privilegiado e sairia da jurisdição do juiz Sergio Moro para a jurisdição do Supremo Tribunal Federal.
- Mas se a justiça é a mesma e ele só mudaria de jurisdição, onde está a tentativa de obstruir a justiça?
- Bem, esse é o entendimento dos home...
- Será que a justiça de Moro é diferente da justiça do Supremo? Ou a justiça do Supremo não é confiável?
- Bem, isso eu não sei, mas como até hoje não encontraram nada que pudessem incriminá-lo, apesar da sua vida ter sido virada do avesso, a obstrução pode ser um bom motivo para prendê-lo...
Fecha o pano ligeiro.

QUARTO EPISÓDIO

Dois brasileiros se encontram em Nova York:
- Oi, tudo bem? Voce sabia que o Lula veio buscar justiça aqui, na ONU?
- Não. Por que?
- Porque ele tem sido perseguido implacavelmente e dizem que no Brasil não tem mais justiça...
- Meu Deus! Por que ele não recorreu ao Supremo?
- Recorreu, mas seu recurso foi negado sob a alegação de que ele pretendia embaraçar as investigações da Lava-Jato. Então ele não teve outra alternativa senão recorrer à ONU.
Fecha o pano.

QUINTO EPISÓDIO

Diálogo entre dois brasileiros numa rua pacata da Bélgica:
- Você sabia que a coisa lá no Brasil tá feia?
- Como assim?
- Você não soube do golpe? Meia dúzia de políticos corruptos derrubaram uma presidente honesta eleita democraticamente por 54 milhões de votos...
- É mesmo? E ninguém disse nada? O Judiciário não impediu? A imprensa não denunciou?
- O Judiciário aprovou veladamente e a imprensa brasileira apoiou. A imprensa internacional, que antes usava a nacional como referência, foi obrigada a mandar seus jornalistas de confiança para o Brasil depois que descobriu que os jornais brasileiros mentiam...
- Não acredito.
- Pois acredite. E agora querem prender o Lula, que teve a vida devassada e vem sendo caçado...
- É mesmo? Mas não foi ele que tirou 40 milhões de brasileiros da linha de pobreza, que pagou a dívida que FHC fez com o FMI, que criou programas que deram oportunidades aos pobres para ingresso nas universidades, que colocou o Brasil entre as grandes potências?
- Foi.
- Então por que essa perseguição?
- Porque, pelo fato de ser nordestino, operário e sem diploma de curso superior não querem que ele seja novamente Presidente da República.

Fecha o pano, rápido.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

Insônia? Chá de “simancol”, Dallagnol!

Após cinco anos ininterruptos como um dos vetores da insônia que não para de se alastrar pela sociedade brasileira – uma das consequências do caos sócio-político-econômico em que nos metemos -,...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247