Temer é o Sadim brasileiro

"Nenhuma das medidas econômicas apresentadas em sete meses de governo Temer apontou para o crescimento do país. Ao contrário, todas apontam para o fundo do poço. A sua vocação foi sempre derrubar e não construir", escreve o colunista do 247 Alex Solnik sobre o governo de Michel Temer; "Não tem como crescer em 2017. É mentira. Nem Temer nem Meirelles sabem fazer o país crescer. Muito ao contrário", afirma; "A melhor definição do que são é do colega de ministério e um dos áulicos de Temer, o interminável Moreira Franco, codinome Angorá: 'Política é isso. Tem muito homem. E homem tem muita vaidade'"

Brasília - O Presidente Michel Temer reunião do Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), no Palácio do Planalto (Antonio Cruz/AGência Brasil)
Brasília - O Presidente Michel Temer reunião do Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), no Palácio do Planalto (Antonio Cruz/AGência Brasil) (Foto: Alex Solnik)

Nenhuma das medidas econômicas apresentadas em sete meses de governo Temer apontou para o crescimento do país.

Ao contrário, todas apontam para o fundo do poço.

A sua vocação foi sempre derrubar e não construir.

Começou ajudando decisivamente a derrubar sua companheira de chapa presidencial e com isso ajudou a derrubar ainda mais a já combalida economia brasileira durante o ano de 2015, implantando um clima de instabilidade totalmente desfavorável a negócios.

Continuou sua tarefa de demolição da constituição e da economia em 2016 desde que assumiu, em maio, o que se traduziu num verdadeiro assalto pirata ao transatlântico Brasil.

O açodamento político e a ausência de plano econômico trouxeram mais insegurança, razão pela qual a economia continuou estagnada.

Montou um governo com uma legião de suspeitos de envolvimento em vários ilícitos escabrosos nas relações público-privadas, muitos dos quais já tiveram que renunciar.

Pesam, sobre ele, repetidas acusações e já há quem lembre, em Brasília, do ditado popular: "onde há fumaça, há fogo".

Nenhum país pode crescer se suas autoridades máximas enfrentam graves acusações de corrupção divulgadas na imprensa e, assim, em todo o mundo. Investidores bilionários, sejam brasileiros ou estrangeiros podem confiar suas caixas fortes a um governo dominado por gente com codinome?

Nenhum país cresce se está envolvido num clima de desconfiança interna e externamente.

Depois, aprovou a toque de caixa congelamento de gastos públicos por vinte anos, exterminando o futuro sob vários ângulos, o que, é óbvio, não traz promessa de crescimento e sim de mais depressão.

O papel do governo é estimular a economia, especialmente num momento de recessão ou depressão, mas tudo o que Temer apresenta desestimula a indústria, o comércio e a nação inteira.

O Brasil precisa de modernização em todas as áreas, mas ele colocou no governo uma plêiade de senhores circunspectos e conservadores que não entendem nada de futuro.

Estão na vanguarda do atraso político e tecnológico.

A melhor definição do que são é do colega de ministério e um dos áulicos de Temer, o interminável Moreira Franco, codinome Angorá:

"Política é isso. Tem muito homem. E homem tem muita vaidade".

Agora ele quer aprovar o fim da aposentadoria dos brasileiros, o que também não tem nada a ver com crescimento e sim com mais depressão, pois está claro que uma grande população ficará sem condições de consumir no futuro.

Perde o aposentado, perde o comércio, perde a indústria, cai o PIB.

Sem contar os protestos que o tema irá gerar, com novos danos para a economia, que precisa de céu de brigadeiro para deslanchar.

Não tem como crescer em 2017. É mentira.

Nem Temer nem Meirelles sabem fazer o país crescer. Muito ao contrário.

O maior empreendedor individual do Brasil, Ricardo Bellino, cunhou uma expressão para aqueles que, em vez de transformar em ouro tudo o que tocam, como o Rei Midas, transformam todo o ouro que tocam em lata: Sadim.

Temer é o Sadim brasileiro.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Brasília - O Presidente Michel Temer reunião do Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), no Palácio do Planalto (Antonio Cruz/AGência Brasil)
blog

Miriam Leitão e o ovo da serpente

Após lembrar algumas “fake news” produzidas por Miriam Leitão que ajudaram a criar o atual clima de ódio – como o da adulteração do seu perfil no Wikipédia ou dos ataques que teria sofrido durante...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247