Temer Silvério dos Reis

Eleito vice na eleição de 2014, Michel Temer conspirou para derrubar a presidente eleita Dilma Rousseff num golpe de Estado. O traidor contemporâneo, isto é, Temer, é acusado de trair trabalhadores e brasileiros com reformas que põem fim às aposentadorias, aos direitos trabalhistas, e desmonta o Estado Social sem que tenha sido eleito com esse propósito

Presidente Michel Temer 12/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Michel Temer 12/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Esmael Morais)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Segundo as redes sociais, 21 de Abril é “Dia de Temer Silvério dos Reis” — o traidor-mor da República.

Eleito vice na eleição de 2014, Michel Temer conspirou para derrubar a presidente eleita Dilma Rousseff num golpe de Estado.

Seu parente distante, Joaquim Silvério dos Reis, entre 1788 e 1789, dedurou aliados da Inconfidência Mineira em troca do perdão de dívidas com a Coroa.

Na época, a traição de Silvério dos Reis custou o pescoço de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, que foi enforcado pela Coroa Portuguesa.

O traidor contemporâneo, isto é, Temer, é acusado de trair trabalhadores e brasileiros com reformas que põem fim às aposentadorias, aos direitos trabalhistas, e desmonta o Estado Social sem que tenha sido eleito com esse propósito.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247