Ter ou não ter rabo preso? Eis a questão!

Meritíssimos doutores Sérgio Moro e Rodrigo Janot, os senhores estão esperando o que para intimarem e prenderem o El Chapo do PSDB?

Meritíssimos doutores Sérgio Moro e Rodrigo Janot, os senhores estão esperando o que para intimarem e prenderem o El Chapo do PSDB?
Meritíssimos doutores Sérgio Moro e Rodrigo Janot, os senhores estão esperando o que para intimarem e prenderem o El Chapo do PSDB? (Foto: Ricardo Fonseca)
Siga o Brasil 247 no Google News

"É melhor ser presidente ou ex-presidente hoje? (...) É muito mais fácil ser ex-presidente, pelo menos você não tendo o rabo preso." Trecho inicial da entrevista de Fernando Henrique Cardoso no programa "Mariana Godoy Entrevista" do dia 27/11/2015 e que, misteriosamente, saiu da página oficial do programa ('Podemos tirar se achar melhor'). Veja aqui.

Mas encontramos a íntegra dessa entrevista no Youtube. Veja aqui.

O clímax desse texto para ser analisado por você é: O que seria "rabo preso", para o El Chapo do maior partido político impune desse País?

Nesta primeira quinzena de 2016, o reino papal de FHC estremeceu as redações do PIG, com a bombástica notícia de que "O ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, um dos delatores da Operação Lava Jato, afirmou que a venda da empresa petrolífera Pérez Companc envolveu uma propina ao governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) de US$ 100 milhões", segundo o Estadão. Veja aqui.

Na mesma matéria FHC se defende:

"Não tenho a menor ideia da matéria. Na época o presidente da Petrobrás era Francisco Gros, pessoa de reputação ilibada e sem qualquer ligação politico partidária. Afirmações vagas como essa, que se referem genericamente a um período no qual eu era presidente e a um ex-presidente da Petrobras já falecido, sem especificar pessoas envolvidas, servem apenas para confundir e não trazem elementos que permitam verificação".

PUBLICIDADE

Ainda não li as 900 páginas das primeiras "Confissões de FHC" em sua obra prima "Diários da Presidência – de 1995 a 1996". Mas posso garantir que é um verdadeiro conto bíblico.

Fernando Henrique Cardoso nasceu na Samaria, próximo a Jerusalém. Lá viu e ouviu um doutor da lei perguntar a Jesus: "O que devo fazer para herdar a vida eterna?" E o filho de Deus lhe responde: "Simples, só é preciso amar a Deus e ao próximo." Como exemplo, Jesus cita a parábola do bom Samaritano. Veja aqui.

FHC viu o governo federal e o partido dos trabalhadores sendo massacrados pela mídia... viu pessoas sendo presas e intimadas a depor pelas canetadas de Sérgio Moro e Rodrigo Janot, na famigerada Operação Lava Jato. E como um sacerdote onipotente, nada fez, a não ser desdenhar de seus sucessores, a quem atribui a invenção do périplo da corrupção na Petrobras (única estatal que não conseguiu privatizar).

PUBLICIDADE

Não nessa história, FHC mesmo sendo um Samaritano para a mídia, está, segundo Cerveró, bem longe de ser o bom descrito por Jesus. Porque na verdadeira parábola, o bom era um homem simples, um homem honesto e misericordioso. Quem recebe 100 milhões de propina não é nem uma coisa e nem outra. Se houver uma nomenclatura para essa criatura é a de hominho. Veja aqui o significado no dicionário informal.

O ex-presidente pode ser considerado o Papa do Niilismo. Pois todos os seus atos pós- mandato (incluem-se entrevistas, livro etc.) expressam um pessimismo e ceticismo extremos perante qualquer situação ou realidade possível. Uma negação a todos os princípios religiosos, políticos e sociais atuais em nosso País. Onde qualifica e acredita em tudo que for contra Lula, Dilma, PT e simpatizantes. Em detrimento a tudo que for contra o alcorão do tucanato.

Sim, a igreja do Santo FHC existe e está sendo seguida fiel e fanaticamente pela grande mídia, que se rebaixa à aprovação ou não de sua excelência tucana, na divulgação "ipsis literis" de notícias reais, que vão de encontro aos seus interesses. E agora meritíssimos doutores Sérgio Moro e Rodrigo Janot, os senhores estão esperando o que para intimarem e prenderem o El Chapo do PSDB? E os endinheirados seguidores do sacerdote Aécio Neves (citado trocentas vezes na Lava Jato e nada acontece?), vão bater panelas no Jornal Nacional comemorando mais uma impunidade tucana? Quem confeccionará um boneco gigante do El FHC para desfilar nas grandes cidades?

PUBLICIDADE

Ou será como sempre foi: Dinheiro de empreiteiros para o PT sendo tratado como propina e, para os santificados do PSDB, uma simples doação legal?

Porque os depoimentos de A, B ou C contra petistas, amigos ou simpatizantes do ex-presidente Lula é um atestado criminal cabal sem direito ao contraditório? E delações premiadas contra FHC, Aécio e etc não são nada mais do que boatos infundados?

Enquanto houver injustiça para muitos e justiça para poucos, o Brasil nunca deixará de ser chacota para revistas gringas como a "The Economist", e para as indigestas agências classificadoras de risco internacionais. Uma falha incomensurável, que será cobrada pela história e jamais será perdoada por quem participou dela.

PUBLICIDADE

Mas se o senhor FHC quiser, a gente não pode e não vai tirar de pauta nem a pau. Vamos mostrar sim, e com todas as cores, o rabo preso que estava disfarçado embaixo do seu velho e podre manto sagrado da hipocrisia.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email