Teste de Covid-19 pode custar até 600 reais, leito de UTI 100 mil, em um Brasil entregue à própria sorte

A jornalista Laís Gouveia denuncia que, no país que ocupa a 112.ª posição no ranking de saneamento básico e que pessoas dividem um cômodo com oito pessoas, exame que detecta o coronavírus pode chegar a 600 reais. Um quarto de UTI, 100 mil

Pessoa é testada para coronavírus em Brasília 21/04/2020
Pessoa é testada para coronavírus em Brasília 21/04/2020 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Na semana passada descobri que tive contato direto com uma pessoa contaminada pelo coronavírus, isso em março, quando não existia nenhuma orientação de distanciamento social. Na semana seguinte, já em abril, senti falta de ar e leve coriza. 

Nesta semana procurei um laboratório para saber se tive contato com o vírus em algum momento, achei importante. 

Paguei 245 reais à vista (era 300 a prazo), apertei um pouco o orçamento porque a mamãe sempre ensina que “saúde vem em primeiro lugar”. 

PUBLICIDADE

Sei que algumas regiões do Brasil, inclusive no DF, alguns locais estão promovendo a testagem gratuita dos cidadãos, (aliás, ouvi relato de que super funciona bem no DF) mas tal ação não deveria ser articulada nacionalmente? 

Não né! Estamos no Brasil, o que impera é a política do “vamos esperar ficar doente para depois testar o indivíduo”. Depois que ele já contaminou outras pessoas ou já está num quadro avançado da doença. 

Ou pior, está assintomático e sai por aí transmitindo o vírus. 

PUBLICIDADE

A testagem em massa da população deveria ser política de Estado. Está mais que comprovado que os países que saíram na frente na luta contra o Covid testaram em massa sua população, contendo, dessa forma, a propagação do vírus. 

Para piorar a situação, os exames que o anta-verme comprou para testar os brasileiros são de baixíssima qualidade, sendo rejeitados na Europa. 

Voltando ao preço exorbitante cobrado em São Paulo, já achava um absurdo pagar 245 reais por um teste, então descobri que, pasmem, estão cobrando até R$ 600 reais por análise.  Sim! O mesmo valor pago no auxílio emergencial para os autônomos. Ou você come ou faz o teste. Simples assim! 

PUBLICIDADE

Estamos falando de cobrar tal valor em um país onde muitos não possuem saneamento básico. Dividem um cômodo para oito pessoas. 

Sem a testagem em massa, gratuita, e com a pressão absurda pela quebra da quarentena, o Brasil é um forte candidato a se tornar o novo epicentro de contaminação mundial. 

Outro tapa na cara do povo: Reportagem do The Intercept registrou  outro absurdo. Hospitais privados em Manaus estão chegando a cobrar entre 50 a 100 mil reais por um leito de UTI. Ou você é milionário, ou vira cadáver, afinal, os leitos públicos no Estado estão esgotados. 

Em um país entregue à sorte do humor de milicianos terraplanistas, tudo é permitido. Basta fazer um churrasco e comemorar a morte da população. 

Em tempo: meu resultado deu negativo para coronavírus. 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email