CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Marcelo Zero avatar

Marcelo Zero

É sociólogo, especialista em Relações Internacionais e assessor da liderança do PT no Senado

364 artigos

blog

Triunfo da democracia brasileira depende da derrota do bolsonarismo

O bolsonarismo, força política antidemocrática, violenta e golpista, precisa ser definitivamente enterrado como alternativa de poder

Alexandre de Moraes e seus agressores (Andreia Mantovani, AAlex Zanatta e Roberto Mantovani) (Foto: Reprodução | TSE)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

A agressão ao Ministro Alexandre Moraes e a sua família demonstra que o bolsonarismo continua a ser uma séria ameaça à democracia brasileira e à civilidade.  

É preciso considerar que o bolsonarismo é uma forma de neofascismo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Sei que muitos relutam em usar esse conceito, dadas às singularidades históricas do fascismo e do nazismo. Mas, em sentido lato, o bolsonarismo tem inquietantes similitudes com aqueles fenômenos políticos históricos.  

A mobilização de milícias armadas, o recurso “goebbeliano” às reiteradas e sistemáticas mentiras, o discurso de ódio contra supostos inimigos internos, a estratégia de enfrentamento permanente, a identificação de  adversários como inimigos a serem eliminados, o moralismo conservador expresso na luta contra corruptos, pedófilos, etc., o credo num ideal de pureza racial e cultural, o nacionalismo xenófobo, o darwinismo social, o racismo, o culto à antipolítica e, sobretudo, o desprezo à democracia e suas instituições e a valorização da força como instrumento legítimo de ação política constituem quadro comum que perpassa momentos históricos diferentes e sociedades distintas.  

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Dê-se o nome que se quiser dar, protofascismo, ur fascismo (Umberto Eco), fascismo neoliberal, neofascismo etc., o fato evidente é que Trump, Bolsonaro e outros fazem parte, mutatis mutandis, da mesma ampla turma política de Mussolini e Hitler.

O bolsonarista julga ter o direito de difamar, de agredir, de reprimir, de calar todos os que dele divergem. Julga-se o único patriota e todos aqueles com os quais não se identifica não são brasileiros. Deixado sem amarras, tende a prender, exilar ou matar os que são por ele identificados como “inimigos”. Tal como foi feito na ditadura, que ele tanto admira.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

E o bolsonarismo já demonstrou sistematicamente que não tem compromisso algum com a democracia e suas instituições. Ao contrário, seus confessados e públicos compromissos são com as intervenções militares, as ditaduras, a tortura, a violência, o golpismo, o armamentismo, o negacionismo científico, as mentiras etc.  

Assim, o bolsonarismo não é uma força política que pode conviver pacificamente com a democracia. Há incompatibilidade última entre bolsonarismo e instituições democráticas.  

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Quando o Ministro Barroso, ao fazer um discurso em defesa da democracia, afirmou que “derrotamos o bolsonarismo”, ele foi bastante criticado.

Mas a questão persiste; a democracia pode prevalecer sem que o bolsonarismo seja derrotado ou consideravelmente enfraquecido?

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Provavelmente, não. Disputar eleições não torna uma força política democrática. Hitler também disputou exitosamente eleições e se tornou muito popular. Foi assim que ele destruiu a democracia alemã, com a conivência dos partidos tradicionais da República de Weimar e da imprensa da época.

Havia e há, no Brasil, uma tendência perigosa de “normalizar” o bolsonarismo. De considerar que ele é um movimento político como qualquer outro. Uma alternativa respeitável, civilizada e democrática. Não é. Há também uma tendência ainda mais perigosa de “normalizar” o 8 de janeiro e de vitimizar os golpistas. De forma surpreendente, agora todos eles são grandes democratas e defensores intransigentes dos direitos humanos.  

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Tirando eventuais exageros, os principais culpados pela evidente tentativa de golpe precisam ser identificados e exemplarmente punidos. Civis e militares.  

O bolsonarismo, força política antidemocrática, violenta e golpista, precisa ser definitivamente enterrado como alternativa de poder, ainda que isso leve muito tempo. Como na conhecida fábula, o escorpião bolsonarista sempre picará a rã da democracia. É da sua natureza.

O triunfo da democracia brasileira depende da derrota do bolsonarismo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO