TT: perdemos uma adorável fonte de luz

Leandro Fortes, do Jornalistas pela Democracia, lamenta a morte do jornalista TT Catalão. "Praticamente tudo que houve e ainda há de bom na cultura de Brasília tem a marca, as palavras e as cores de TT. Era um jornalista essencialmente humano e solidário, uma espécie em extinção", escreve

TT Catalão
TT Catalão (Foto: Reprodução/YouTube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Leandro Fortes, do Jornalistas pela Democracia

Da curta experiência que tive no  Correio Braziliense, no final dos anos 1990, a presença gentil, culta e fraternal de TT Catalão sempre foi a que mais saudades me deixou.

Ao sabê-lo morto, nesta madrugada do segundo dia de 2020, senti uma tristeza surpreendenteme profunda, um cansaço de espírito que, aos poucos, tem se tornado uma rotina, diante de perdas assim.

Praticamente tudo que houve e ainda há de bom na cultura de Brasília tem a marca, as palavras e as cores de TT. Era um guardião da cidade, para a qual criou espaços reais e becos imaginários. 

Sua ausência encerra o último ciclo de delicadeza da capital federal, uma utopia à qual TT dedicou versos, risos e lágrimas antes de vê-la transformada nesse inferno de carros e servidores públicos ensimesmados em suas cidadelas de elitismo brutalmente reacionário.

Era um jornalista essencialmente humano e solidário, uma espécie em extinção.

E, justo agora, em tempos de trevas, perdemos, miseravelmente, uma adorável fonte de luz.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email