Uma vez decorativo, sempre decorativo

"Temer acabou de entregar o Governo aos seus legítimos donos, o PSDB. Os mentores do golpe, Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso e companhia, mostraram a Temer que ele está condenado a ser decorativo pra sempre", diz o escritor Eric Nepomuceno; "O PSDB leva o Governo que já era dele exercido por outro. Mas sempre em cima do muro. Tucano é o símbolo do muro. Se o Temer melhorar um pouquinho amparado pelo PSDB, ele fica. Se não ele é demitido, ele é mandado embora. Eleição direta, nem pensar. Sessenta e três por cento dos brasileiros querem eleição direta. Nenhum deles é tucano, nem deles é do PSDB"

(Brasília - DF 25/11/2016) Presidente Michel Temer recebe lideranças do PSDB para almoço no Palácio da Alvorada. Foto: Beto Barata/PR
(Brasília - DF 25/11/2016) Presidente Michel Temer recebe lideranças do PSDB para almoço no Palácio da Alvorada. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Eric Nepomuceno)

Michel Temer, o presidente ilegítimo resolveu dizer que vazamento de delação premiada cria problemas.

É ruim, é prejudicial. Engraçado essa mostra de cinismo, olímpico cinismo. Porque quando se vazou tudo e se vaza tudo contra o Lula, contra o PT aí não é prejudicial, aí está tudo bem.

E o Michel Temer pretende também, não vai conseguir, anular a delação premiada que vazou. Porque? Por que é inconveniente. Aliás já foi anulada alguma outra delação premiada do Léo Pinheiro. Porque foi anulada? Por que mencionava os mesmos nomes que estão sendo mencionados agora. A turma do Temer. Temer e seus sequazes.

Por falar em Temer, ele acabou de entregar o Governo aos seus legítimos donos, o PSDB. Os mentores do golpe, Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso e companhia, mostraram a Temer que ele está condenado a ser decorativo pra sempre.

Ele que se auto definiu como um vice decorativo, finalmente assumiu que é um presidente decorativo. O problema é a linha econômica. Ele botou o Henrique Meireles como ministro da Fazenda. Ora Henrique Meireles é um ‘gerentão’, ele é incapaz de desenhar um modelo econômico. Acho até que ele é incapaz de desenhar uma linha econômica. Alguém precisa dizer a ele o que fazer, porque se deixarem ele decidir, dá no que dá. Ou seja, dá em nada.

O PSDB leva o Governo que já era dele exercido por outro. Mas sempre em cima do muro. Tucano é o símbolo do muro. Se o Temer melhorar um pouquinho amparado pelo PSDB, ele fica. Se não ele é demitido, ele é mandado embora. Eleição direta, nem pensar. Sessenta e três por cento dos brasileiros querem eleição direta. Nenhum deles é tucano, nem deles é do PSDB. Pobre país esse meu.

(vídeo no Nocaute)

Ao vivo na TV 247 Youtube 247