Vanusa conseguiu ficar e ir embora

Pedras preciosas vão ficando no canto das calçadas, esquecidas, às vezes, ridicularizadas por quem nunca vai brilhar. Como a cantora Vanusa, ícone das lutas feministas, que levantou várias bandeiras em uma época de silencio repressor. Compositora de letras de cunho revolucionário pelos direitos da mulher

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Existe, amiúde, uma linha do tempo discreta, costurando os acontecimentos, confeccionando o tecido das ações com dedos sensíveis, generosos, disponíveis para oferecer calor em dias de muito frio.  

Às vezes, a cega ingratidão cuida de escurecer o tempo e a linha se parte desprezada, fica encostada na margem como um objeto jogado fora, que a correnteza arrasta. 

A porta do esquecimento é larga, com muitos tapetes de boas-vindas. Passando por ela entramos no vazio da memória atemporal. Assim, como um pregador sem pressão, o esquecimento nos torna quase inúteis. 

O mundo convive com pessoas que vampirizam a matéria, os ideais, e que se alimentam da tristeza do outro como se estivessem em um churrasco de lágrimas. Derrubam, com a marreta, o sólido muro que o outro construiu e jura que foi o vento. 

Como na canção: “a minha poesia você não rouba não”, a indiferença não destrói a beleza e a alegria.  

E, assim, pedras preciosas vão ficando no canto das calçadas, esquecidas, às vezes, ridicularizadas por quem nunca vai brilhar. Como a cantora Vanusa, ícone das lutas feministas, que levantou várias bandeiras em uma época de silencio repressor. Compositora de letras de cunho revolucionário pelos direitos da mulher.  

“Fui eu quem se fechou no muro e se guardou lá fora 

Fui eu quem num esforço se guardou na indiferença 

Fui eu que numa tarde se fez tarde de tristezas 

Fui eu que consegui ficar e ir embora 

E fui esquecida, fui eu”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247