Vazio de poder

A grande crise brasileira pede um líder para indicar o rumo, mas Temer não tem essa vocação. Avançamos em direção ao estado de vazio de poder caracterizado por um presidente tíbio, sem personalidade e sem popularidade

Brasília - O vice-presidente da República, Michel Temer, durante entrevista coletiva no Palácio Itamaraty (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - O vice-presidente da República, Michel Temer, durante entrevista coletiva no Palácio Itamaraty (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Alex Solnik)


   
Estamos atravessando um período extremamente sensível e perigoso.

   As crises se multiplicam, se agravam, em vários setores.

   A economia continua afundando, o Judiciário e o Legislativo estão em guerra e os procuradores da Lava Jato insuflam a população contra os políticos, sem falar nas novas delações que virão da Odebrecht com potencial de criminalizar mais políticos.

   A grande crise brasileira pede um líder para indicar o rumo, mas Temer não tem essa vocação.

   Avançamos em direção ao estado de vazio de poder caracterizado por um presidente tíbio, sem personalidade e sem popularidade.

   Quando a população acredita mais num juiz de Curitiba do que no presidente da República é sinal de que há alguma coisa podre no reino da Dinamarca.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Wilson Ramos Filho

Putativo

Apequenou-se. Um bastardo implorando pelo reconhecimento de um pai inventado que só tinha olhos para seus filhos biológicos a quem chamava por números. Nem todos, apenas os varões.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247