Verdes histrões eleitorais!

"Os histriões, no sentido estrito do termo, não passam de canastrões caça-votos"

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro (círculo, à esq.), TSE e Luiz Inácio Lula da Silva
Jair Bolsonaro (círculo, à esq.), TSE e Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Reuters | ABR | Reprodução)


O campo político sempre foi palco de espetáculos à parte, mas de histrionices, que são as farsas e/ou  bufonices, não. Afinal, tal modus operandi cênico “cai muito melhor” em palcos reais.

São tempos faraônicos os que hoje apregoam inverdades, hipocrisia e neoliberalismo... são os últimos que precedem o segundo turno eleitoral. A ideia Lula vem sendo combatida por seus opositores,  sobretudo no terreno da vacalharia.

 A demanda por votos na corrida do ouro pelo executivo conta com “choros e atentados fakes”, a censura também aparece amadurecendo no pé; e a religião é subutilizada nas bocas do “pecado”.

Como atriz registrada sob o DRT O46699-RJ, me sinto no dever de aconselhar os mecenas da política partidária e os mecenas da fé dizendo: VENHAM PARA MINHA OFICINA DE TEATRO!

Sequer de burlesco podemos denominar cada esquete apresentado nos tablados diversos: debates, cultos, carreatas e etc.

Os histriões, no sentido estrito do termo, não passam de canastrões caça-votos. E o que faremos?  Bem, assistiremos ao fluxo dos podcasts sérios, e/ou leremos livros e artigos éticos que indiquem o caminho da coerência,  da competência e da verdade que habita na mentalidade justa do melhor candidato; daquele candidato mais experiente em gestão, humanismo e criatividade, aquele que poderá  dar um novo coração aos Homens de lata exauridos de tanta exploração no mundo de Oz brasileiro: com seus bruxos e bruxas malévolos...

Que dia 30 de outubro renasçam bruxas e bruxos bons no teatro da vida nacional.

#ValReiterjornalismohistórico

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247