Brasil Sustentável

Projeto de sustentabilidade ambiental e social pode beneficiar 5 mil famílias na Bahia

Projeto Reflorestar e Produzir poderá gerar créditos de carbono que podem ser negociados no futuro. Investimento total será de cerca de R$30 milhões

Análise do Projeto Reflorestar e Produzir (PRP) (Foto: André Frutuôso/CAR)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Uma nova iniciativa de sustentabilidade e apoio à agricultura familiar está em andamento no Baixo Sul da Bahia. Entre os dias 10 e 14 de junho, uma missão de análise do Projeto Reflorestar e Produzir (PRP) avalia uma proposta inovadora que visa capturar 1,2 milhões de toneladas de CO2 em um período de 20 anos. Esta missão é um esforço colaborativo que envolve várias organizações, lideradas pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), uma empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) da Bahia.

O PRP, apoiado por entidades como a Cooperativa dos Representantes Comerciais Autônomos da Zona da Mata (Coopermata), o Consórcio Intermunicipal do Mosaico das APAs do Baixo Sul da Bahia (Ciapra), o Fundo Livelihoods, a União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), a Bahia Cacau e a Biofábrica, está sendo cuidadosamente examinado para garantir que seus objetivos de sustentabilidade e apoio comunitário sejam viáveis e eficazes.

O Fundo Livelihoods, uma organização francesa dedicada a promover a sustentabilidade ambiental e social, prevê um investimento substancial entre 4 a 5 milhões de euros para impulsionar o projeto. Este financiamento será direcionado para ações de mitigação das mudanças climáticas, centradas na promoção da agricultura familiar sustentável na região da Mata Atlântica.

Durante a semana de análise, os representantes das organizações envolvidas estão visitando locais estratégicos, incluindo a Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), associada à marca Bahia Cacau, e diversas propriedades agrícolas nos municípios de Ibirapitanga, Presidente Tancredo Neves, Teolândia, Wenceslau Guimarães e Gandu. Também fazem parte do roteiro o Instituto Biofábrica da Bahia e as sedes da Coopermata e do CIAPRA.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cida Oliva, coordenadora executiva do Projeto Parceiros da Mata, destacou a importância desta missão "de reconhecimento e validação para a construção de um futuro projeto na região da Mata Atlântica, apresenta mais uma alternativa de sustentabilidade para a agricultura familiar no Território Baixo Sul, com potencial de gerar 1,2 milhões de toneladas de carbono em 20 anos, contribuindo com as ações de mitigação das mudanças climáticas e beneficiando a agricultura familiar. A construção por esse coletivo de organizações tendo como proponente a Unicafes, demonstra o compromisso e unidade em torno da Agricultura familiar e sustentabilidade".

Além da análise técnica, a missão também focará na avaliação do potencial do projeto para promover o desenvolvimento sustentável e na capacidade de gerar créditos de carbono que podem ser negociados no futuro. Estima-se que o projeto beneficiará aproximadamente 5 mil famílias ao longo dos próximos 20 anos, com um investimento total de cerca de R$30 milhões.

A iniciativa do PRP representa um modelo inovador de integração entre sustentabilidade ambiental e desenvolvimento socioeconômico, reforçando o compromisso com a conservação da Mata Atlântica e o apoio aos agricultores familiares da região. Se aprovado, o projeto não só contribuirá significativamente para a redução das emissões de carbono, mas também proporcionará uma fonte sustentável de renda e melhorias na qualidade de vida para milhares de famílias no Baixo Sul da Bahia.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO