CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

"A Lava Jato ainda não acabou", diz Kakay, após saber do afastamento de Appio

Juiz que vinha investigando os abusos de Moro e Dallagnol foi afastado por decisão do TRF-4

Kakay, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil 247 | Pedro França/Agência Senado | Bruno Spada/Câmara dos Deputados)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, ficou perplexo ao saber que o juiz Eduardo Appio, que vinha investigando os abusos cometidos por Sergio Moro e Deltan Dallagnol, foi afastado por decisão do TRF-4. "A Lava Jato ainda não acabou", disse ele ao 247. Saiba mais sobre o caso:

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) acatou uma representação feita pelo desembargador Marcelo Malucelli e afastou o juiz Eduardo Appio, recém-designado para atuar na 13ª Vara de Curitiba, da sua jurisdição. A informação foi divulgada pelo jornalista Luis Nassif, do GGN.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Marcelo Malucelli é membro da 8ª Turma e, como destacou Nassif, é "pai de um sócio do escritório do ex-juiz Sérgio Moro". Ele havia tentado impedir o depoimento de Tacla Duran, chegando a ordenar a prisão do mesmo com base em processos antigos. Após a revelação das ligações familiares, o desembargador se afastou das decisões envolvendo a Lava Jato, porém, continuou atuando em defesa da operação.

Nassif classificou a medida como "um ato claramente político". De acordo com ele, a justificativa apresentada é absurda: "o motivo alegado é que Appio teria ligado para o filho de Malucelli fora do horário de expediente, ao meio-dia, apenas para confirmar se era realmente filho do desembargador".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O episódio compromete ainda mais a imagem do TRF-4 perante a opinião pública e levanta questionamentos: o que se pretende esconder com essa ação? Concluiu o jornalista.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO