Ação de Lira para cassar Glauber Braga tramita em tempo recorde na Câmara dos Deputados

Presidente da Casa quer cassar mandato de deputado por 'quebra de decoro' após discussão sobre controle acionário da Petrobras

www.brasil247.com - Glauber Braga e Arthur Lira
Glauber Braga e Arthur Lira (Foto: Câmara dos Deputados)


247 - Uma representação para cassar o mandato do deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) está tramitando "em tempo recorde" na Câmara dos Deputados, segundo a coluna do Chico Alves no UOL.

A ação surgiu após discussão entre Braga e Arthur Lira (PP-AL), presidente da Casa, sobre a Petrobras. Na ocasião, o deputado do PSOL perguntou a Lira se ele "não tinha vergonha" por propor uma retirada do governo no controle acionário da Petrobras. O alagoense, então, fechou o microfone do psolista e afirmou que pediria sua cassação ao Conselho de Ética.

O documento pedindo a cassação de Braga foi apresentado pelo PL ao plenário em 1 de junho e foi aprovado no mesmo dia pela Mesa Diretora. Rapidamente, foi encaminhado ao Conselho de Ética.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ocasiões assim costumam levar muito mais tempo para avançar: o próprio PSOL, em 3 de junho, entrou com ação no Conselho de Ética para denunciar 'abuso de poder' de Lira, que ameaçou retirar Glauber à força do plenário, e a tramitação nem sequer foi iniciada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Evidentemente, o senhor Arthur Lira está utilizando do seu aparato para sufocar a representação contra ele e para acelerar a representação contra mim. Assim consegue que no Conselho de Ética eles pautem rapidamente o processo de cassação e, no que diz respeito ao processo do PSOL contra ele, nem no sistema da Câmara entrou até esse momento. Mais uma vez ele está abusando do poder de presidente da Câmara", afirmou Glauber Braga.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email