Acorda, Brasil: Serra quer ser presidente!

Não há patriotismo. Não há interesse de salvar o Brasil. Todos só querem salvar a própria pele e esperam a oportunidade de gozar os mesmos privilégios que combatem hoje

Não se pode tirar mais siesta como antigamente, nem desfrutar de uma feijoada no buteco da esquina da minha casa.  Quando entro na internet, tem as maldades colocadas na imprensa.  Hoje, sobre a possível candidatura do José Serra à presidência da República contrapondo à reeleição da presidente Dilma.  Assim já é demais! Veja o que diz o tradicional jornal Folha na edição on line.

Logo no início dos protestos, ele se reuniu com um de seus colaboradores, o marqueteiro Luiz González, e pediu análises sobre uma candidatura presidencial.  González lhe disse que, até ali, não via chance de sucesso para Serra, dado o desgaste das últimas derrotas eleitorais. Fez, no entanto, uma ressalva: disse que, se o país mergulhasse em uma "grande crise", com frustração econômica e insatisfação social, haveria uma chance de o eleitor buscar "um porto seguro". Fonte: Folha.

Apenas nesse cenário, avaliou, Serra poderia representar uma alternativa, dada sua experiência administrativa. Desde essa conversa, os protestos atingiram seu ápice e a avaliação da presidente Dilma Rousseff desabou. Serra, então, passou a disputar protagonismo como voz de oposição. Fonte: Folha. 

Comentário.

Pobre do Brasil que só tem Lula, Dilma e Serra para disputar o cargo máximo da República.  Infelizmente, hoje, os demais postulantes ao mesmo cargo estão mais para "apagados" do que para "pró-ativos".  Onde estão o Aécio Neves do PSDB, Eduardo Campos do PSB e Marina Silva da Rede Sustentabilidade?  Quais são as posições que os candidatos às eleições de 2014, tomam para merecerem a confiança dos eleitores?  Que eu me lembre, diante das manifestações das ruas do mês de junho, não ouvi uma voz sequer de algum deles.
 
Infelizmente, não ouvi até hoje, nenhuma voz que afinasse com os reclamos da população.  Os políticos, com raríssimas exceções, fizeram coro com as demandas da população nas ruas, como se a população fosse de uma "casta" diferente.  Os políticos, em sua maioria, estão atônitos e não sabem o que fazer diante da situação criada.  Apenas ficam como urubus esperando, como faz o Serra, a popularidade da presidente Dilma despencar.
 
Não ouvi, nenhuma proposta alternativa para a política econômica (sic) desastrada da presidente Dilma.  Aqui ou acolá, ouço dizer que são contra aumento de taxa Selic em alguns pontos percentuais.  Ouço dizer que os percentuais de distribuição dos royalties do pré-sal teriam que ser diferentes. Ouço dizer que são a favor da Reforma Política, mas não vi nenhum deles apresentarem alternativas da Reforma, como eu fiz, em matéria específica. Uai, o tema Reforma Política não diz respeito a eles próprios?  
 
Ontem, eu almocei uma bela feijoada, porque não sou político.  Nos dias de semana cumpro minha tarefa para ganhar o pão da sobrevivência, tentando desempenhar dignamente no exercício da profissão de engenheiro civil.  E, nas poucas horas preciosas, faço matérias para este blog.  Mas, pô, cadê os políticos?  Não falam nada sobre a situação econômica grave que passa o País?  Acho que estão tirando siesta como eu estava a fazer, até há pouco. 
 
Tem outros como José Serra, apenas, esperando o pior, para aparecer como salvador da pátria.  Não só ele, mas o presidente Lula, o governador Aécio Neves, o governador Eduardo Campos e a senadora Marina Silva, estão esperando o País ir para o buraco.  A vida é cruel, mas tanto assim também é demais para meu gosto.  Não há patriotismo.  Não há interesse de salvar o Brasil.  Todos nominados aqui só querem salvar a própria pele e esperam a oportunidade de gozar os mesmos privilégios que combatem hoje.
 
Infelizmente, assim caminha a humanidade, ops, o Brasil.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247