Acusado de estupro, senador Irajá Abreu presta depoimento em São Paulo

Em nota, o parlamentar que é filho da senadora Kátia Abreu se disse envolvido em um "enredo calunioso e difamatório"

Reportagem do Bom Dia Brasil desta quarta-feira, 23, mostrou casos de deputados federais que utilizam dinheiro destinar a custear o exercício exclusivo da atividade parlamentar para outras finalidades não permitidas pela legislação; do Tocantins, o deputado federal Irajá Abreu (PSD) foi acusado de ter utilizado a verba indenizatória para pagar despesas do diretório estadual do PSD, partido que ele preside no estado; "A gente identificou na sua prestação de contas o pagamento de R$ 50.523 para o diretório estadual em Palmas", afirmou ao deputado o repórter Chico Regueira; Irajá negou que utilize dinheiro destinado ao seu mandato para pagar despesas do PSD; "São estruturas distintas e cada uma paga a sua parte"
Reportagem do Bom Dia Brasil desta quarta-feira, 23, mostrou casos de deputados federais que utilizam dinheiro destinar a custear o exercício exclusivo da atividade parlamentar para outras finalidades não permitidas pela legislação; do Tocantins, o deputado federal Irajá Abreu (PSD) foi acusado de ter utilizado a verba indenizatória para pagar despesas do diretório estadual do PSD, partido que ele preside no estado; "A gente identificou na sua prestação de contas o pagamento de R$ 50.523 para o diretório estadual em Palmas", afirmou ao deputado o repórter Chico Regueira; Irajá negou que utilize dinheiro destinado ao seu mandato para pagar despesas do PSD; "São estruturas distintas e cada uma paga a sua parte" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - O senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO), acusado de estuprar uma modelo no último domingo (22) em São Paulo, prestou depoimento, na tarde desta segunda-feira (23), na 3ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, na Zona Oeste da capital paulista. A vítima, de 22 anos, registrou boletim de ocorrência na madrugada desta segunda, no 14º Distrito Policial de Pinheiros, também na Zona Oeste.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, a autoridade policial está analisando o exame de corpo de delito da vítima e as imagens do local. Por se tratar de investigação de crime contra a dignidade sexual, o processo segue sob segredo de Justiça.

A mulher – que pediu para ter a identidade preservada – disse que conheceu o senador, que é filho da também senadora Kátia Abreu (PP-TO), durante um almoço com um grupo de amigas, neste domingo (22), no Jockey Club. Em depoimento, ela relatou que o acompanhou à casa noturna Café de La Musique com mais um amigo dele, foi dopada, perdeu a consciência e acordou em um flat, no Itaim Bibi, já sendo abusada.

Em nota, o senador disse que “foi com surpresa, decepção, tristeza e indignação que tomei conhecimento do episódio” que classificou como “farsa”. “Lamento muito ter sido envolvido nesse enredo calunioso e difamatório que busca manchar o meu nome em função da visibilidade momentânea da função que ocupo”, afirmou Irajá.

Continue lendo no Metrópoles

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247