Advogado da família Bolsonaro se torna réu por bater na ex-mulher

Advogado de Jair Bolsonaro na disputa com o seu partido, o PSL, Admar Gonzaga Neto, foi acusado pela esposa, Élida Souza, de agressão, em junho de 2017, quando era ministro do Tribunal Superior Eleitoral

Ministro Admar Gonzaga
Ministro Admar Gonzaga (Foto: TSE)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Advogado de Jair Bolsonaro na disputa com o seu partido, o PSL, Admar Gonzaga Neto, virou réu por lesão corporal contra sua ex-mulher. Segundo a coluna de Guilherme Amado, na revista Época, a decisãon foi tomada em junho pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Gonzaga Neto foi acusado pela esposa, Élida Souza, de agressão, em junho de 2017, quando era ministro do Tribunal Superior Eleitoral. 

Por causa da acusação, Admar Gonzaga comunicou ao Supremo Tribunal Federal (STF) em abril que desistiu de ser reconduzido ao cargo no TSE por mais dois anos. Por consequência, o ministro Celso de Mello enviou seu processo para a primeira instância, no TJDFT, pois Gonzaga perdeu o foro privilegiado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email