Afrânio Silva Jardim: denúncia contra Haddad é inepta

"Na minha opinião, a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo é inepta e deveria ser rejeitada pelo juízo da 5a.Vara Criminal", diz o jurista Afrânio Silva Jardim; "Não estou questionando a existência ou não de provas do que foi imputado na denúncia. Estou alertando para a falta de imputação"

Afrânio Silva Jardim: denúncia contra Haddad é inepta
Afrânio Silva Jardim: denúncia contra Haddad é inepta (Foto: Esq.: Cláudio Kbene)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Afrânio Silva Jardim, em seu Facebook

Na minha opinião, a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo é inepta e deveria ser rejeitada pelo juízo da 5a.Vara Criminal.

Na verdade, a referida peça acusatória não descreve qualquer conduta delituosa do ex-prefeito Fernando Haddad.

Assim, ela não atende aos requisitos do artigo 41 do Código de Processo Penal.

A questionada denúncia apenas diz que o também acusado Vaccari teria solicitado a um determinado empresário uma expressiva quantia para pagar dívidas de campanha do então prefeito de São Paulo. 

O Ministério Público se limita a dizer que Vaccari teria dito que agia em nome de Fernando Haddad.

Diante desta insuficiente narrativa, pergunta-se: qual teria sido a conduta penalmente típica do acusado Fernando Haddad ??? Onde e quando ela teria sido praticada ???

Por outro lado, a peça acusatória não afirmou ou descreveu qualquer ato ilegal que o prefeito teria praticado como forma de retribuir esta doação (não pedida por Haddad) !!!

Ademais, se crime houvesse, seria da competência da justiça eleitoral, por omissão do recebimento da alegada doação na prestação de contas do candidato eleito.

Ainda bem que o magistrado rejeitou a absurda imputação de crime de quadrilha, o que demonstra a absurda sanha acusatória do órgão do Ministério Público de São Paulo.

Notem que não estou questionando a existência ou não de provas do que foi imputado na denúncia. Estou alertando para a falta de imputação. Estou apenas sustentando que a acusação, ainda que examinada em tese, é absolutamente inepta e inviabiliza o direito constitucional da ampla defesa e do contraditório (como negar ou questionar o que não foi afirmado ???).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email