Alexandre de Moraes usou avião da FAB para passar feriado em casa

Alexandre de Moraes, ministro da Justiça do governo Temer, utilizou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para passar o feriado de 12 de outubro em sua residência em São Paulo; como sabia que só deveria usá-lo a serviço, o ministro agendou compromissos na capital paulista no dia 13, mas viajou no dia 11, na véspera da folga; com o ato, o ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo infringe uma lei assinada por Dilma Rousseff em 2013 que proíbe os ministros de viajarem para suas residências utilizando aviões da FAB, já que eles já recebem verbas para esses deslocamentos; ministros de Temer já usaram aviões da FAB 238 vezes sem justificativas plausíveis

Brasília - O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes participa do lançamento da cartilha: Racismo é Crime (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília - O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes participa do lançamento da cartilha: Racismo é Crime (Wilson Dias/Agência Brasil) (Foto: Valter Lima)

Revista Fórum - Alexandre de Moraes, ministro da Justiça do governo Temer, utilizou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para passar o feriado em casa. As informações são do Radar Online, do site da Veja.

De acordo com o blog, Moraes utilizou a aeronave para passar o feriado de 12 de outubro em sua residência em São Paulo. Como sabia que só deveria usá-lo a serviço, o ministro agendou compromissos na capital paulista no dia 13, mas viajou no dia 11, na véspera da folga.

Com o ato, o ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo infringe uma lei assinada por Dilma Rousseff em 2013 que proíbe os ministros de viajarem para suas residências utilizando aviões da FAB, já que eles já recebem verbas para esses deslocamentos.

Essa tem sido uma prática comum, inclusive, entre os ministros do governo Temer. Um estudo feito pelo jornal O Estado de São Paulo mostra que os atuais ministros, no período de 12 de maio à 31 de outubro, utilizaram aviões da Força Aérea Brasileira 238 vezes sem justificativas plausíveis para deslocamentos. Na maioria dos casos, as viagens eram feitas para os locais onde os ministros residem.

Entre eles, mais uma vez o nome de Moraes se destaca. Ele foi o que mais fez essas viagens irregulares ou sem justificativa, totalizando, dentro deste período, 48 voos.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247