Aliado de Bolsonaro, governador de Roraima é acusado de agiotagem

MP viu indícios de irregularidades que estariam ligados à função pública exercida por Antônio Denarium e recomendou que o caso fosse encaminhado para o STJ

www.brasil247.com - Antônio Denarium
Antônio Denarium (Foto: Marcos Corrêa/PR)


247 - O governador de Roraima, Antônio Denarium (PP), que disputa a reeleição com o apoio de Jair Bolsonaro, é acusado, de praticar agiotagem por meio de uma empresa de factoring de sua propriedade. “A empresa dele é uma mistura de agiotagem com factoring. O que ele faz é emprestar dinheiro”, disse o advogado Francisco Salismar, que representa uma das supostas vítimas do ilícito, de acordo com a revista Veja

A notícia-crime contra Denarium foi apresentada pelo madeireiro Bruno Queiroz no ano passado. “Segundo o empresário, a empresa do governador vem atuando de forma ilegal, como verdadeira agência de empréstimo bancário, fazendo agiotagem e cobrando juros acima do praticado pelos bancos. São citados mais de 100 processos de execução de títulos , incluindo processos de cobrança de dívidas de pessoas físicas”, destaca a reportagem. 

Ao analisar a denúncia, o promotor do Ministério Público de Roraima André Paulo dos Santos Pereira teria visto indícios de irregularidades que estariam ligados à função pública exercida por ele. Como Denarium possui foro privilegiado, o caso foi encaminhado para o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A assessoria do governador disse que as acusações possuem viés político por parte de adversários interessados em atrapalhar sua campanha. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email