CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Aliados de Lula condicionam abertura de diálogo com Aras à saída de Lindôra Araújo da PGR

Braço direito de Augusto Aras, a vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, é vista como mais bolsonarista e próxima do clã Bolsonaro

Lindôra Araújo (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Aliados do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), avaliam que o diálogo entre o novo governo e o procurador-geral da República, Augusto Aras, somente será aberto após a vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, deixar o cargo. O segundo mandato de Aras à frente da Procuradoria-Geral da República (PGR) termina em setembro de 2023.

“Embora Aras também tenha a imagem atrelada ao atual presidente, Lindôra é vista como mais bolsonarista e próxima da família, razão pela qual seu nome desagrada ao governo eleito”, diz o jornal Folha de S. Paulo. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“O entorno de Lula considera que a permanência de Lindôra em cargo estratégico na PGR inviabiliza o diálogo com a cúpula da instituição”, destaca a reportagem mais à frente.

Integrantes da equipe de transição, porém, dizem que os Grupos de Trabalho (GTs) estão focados nos temas centrais que serão abordados pelo futuro governo nos primeiros cem dias de gestão e que a sucessão na PGR não está no escopo central desta diretriz. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO