Altman: 30M foi um grande ensaio para a greve geral

O jornalista Breno Altman classifica as manifestações em defesa da educação como vitoriosas; "Foi uma reposta à altura contra o bolsonarismo e ajuda na construção de forças para a greve geral do dia 14 de junho, que é a grande preocupação da burguesia", observa; ele acredita que a greve geral poderá ser "um momento histórico" no país; assista

Altman: 30M foi um grande ensaio para a greve geral
Altman: 30M foi um grande ensaio para a greve geral
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista e editor do Portal Opera Mundi, Breno Altman, classifica as manifestações da última quinta-feira (30), organizadas por diversas entidades estudantis, como "vitoriosas". "Foi uma reposta à altura contra o bolsonarismo e ajuda na construção de forças para a greve geral do dia 14 de junho, que é a grande preocupação da burguesia", observa, em declaração à TV 247. 

"Foi um movimento amplo, generoso e unitário. A União Nacional dos Estudantes (UNE) e a e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) estão de parabéns", completa. 

Altman ainda acrescenta o momento de profunda crise econômica que o País enfrenta como um fato a mais de mobilização para o 14 de junho. "A greve geral poderá ser um momento histórico em nosso País, de grande potência", observa. 

Ele ressalta que "nas ruas é que está o foco principal da resistência" e que "se as forças progressistas reconquistarem as ruas e a capacidade de mobilização, poderemos passar de resistência para ofensiva contra o governo e o neoliberalismo". 

Regime policial 

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, divulgou uma nota em que pede a deduragem contra pais, alunos e professores que, em sua opinião, estimulam e divulgam manifestações de protestos contra a política (leia mais aqui). 

Altman afirma que tal postura "faz parte da escalada do autoritarismo". "O governo Bolsonaro busca uma transição de governo para um regime policial, esse tipo de repressão faz parte dessa lógica, não devemos nos surpreender", conclui. 

Inscreva-se na TV 247 e confira:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247