Alvo de ações de despejo, Valdemiro Santiago culpa “Exu Corona” por atraso de aluguéis

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, o pastor bolsonarista Valdemiro Santiago, foi alvo de oito novas ações de despejo em São Paulo. Em uma referência ao coronavírus, ele atacou as religiões de matriz africana ao culpar o "Exu Corona" pelos atrasos

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A Igreja Mundial do Poder de Deus, comandada pelo pastor bolsonarista Valdemiro Santiago, foi alvo de oito novas ações de despejo impetradas na Justiça de São Paulo. Com isso, o pastor tem culpado o que chama de “Exu Corona”, em referência ao coronavírus, como fator do atraso.

A igreja, no entanto, já acumulava uma série de processos do tipo mesmo antes da pandemia. De acordo com a revista Veja, os valores cobrados variam de R$ 30 mil a R$ 1,3 milhão. De acordo com um levantamento feito pela revista americana Forbes, em 2013, Valdemiro é dono de um patrimônio de 400 milhões de reais. Ele, no entanto, contesta esse dado.

Em culto na sede paulistana da Mundial, Valdemiro anunciou que sofreu uma recente ordem de despejo no Paraná. “Mas olhem esse momento”, explicou.

Leia a íntegra na Fórum. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247