Andressa paga a fiança de R$ 100 mil. Em dinheiro

Pagamento também poderia ser feito por meio de transferência judicial; musa da CPI do Cachoeira ficou livre de um mandado de prisão por supostamente ter chantageado o juiz federal Alderico Rocha Santos em troca da liberdade do futuro marido

Andressa paga a fiança de R$ 100 mil. Em dinheiro
Andressa paga a fiança de R$ 100 mil. Em dinheiro (Foto: Sergio Lima/Folhapress)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dinheiro parece ser o menor dos problemas de Carlinhos Cachoeira e Andressa Mendonça no momento. A mulher do bicheiro pagou, nesta terça-feira 31, a fiança de R$ 100 mil determinada em medida cautelar pelo juiz Mark Yoshida Brandão, da 13ª Vara da Justiça Federal em Goiânia. E, segundo o Estado de S.Paulo, o valor foi pago em dinheiro. Assim, a 'musa da CPI do Cachoeira' ficou livre de um mandado de prisão por supostamente ter chantageado o juiz federal Alderico Rocha Santos em troca da liberdade do futuro marido.

Segundo a assessoria técnica da 13ª Vara da Justiça Federal em Goiânia, que não pode confirmar o modo como a determinação foi cumprida, o pagamento também poderia ter sido feito por meio de transferência judicial. Além da fiança, o delegado Sandro Paes Sandre, da Policia Federal em Goiás, proibiu Andressa de manter qualquer contato com Cachoeira ou pessoas vinculadas ao processo da Operação Monte Carlo. Ela vai responder processo por crime de corrupção ativa.

Na próxima semana, a senhora Cachoeira e o juiz Alderico Rocha Santos passam por acareação na PF, em Goiânia. O juiz diz ter sido procurado por Andressa em seu gabinete na semana passada com um dossiê que teria sido produzido pelo diretor da sucursal da revista Veja em Brasília, Policarpo Jr. Na última segunda-feira, ela foi detida em decorrência da denúncia, mas ficou em silêncio.

Rocha assumiu no mês passado, após duas desistências, o processo da Operação Monte Carlo, que prendeu Carlos Cachoeira e mais 80 pessoas no fim de de fevereiro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247