HOME > Brasil

Ao STF, governo confirma prioridade de profissionais da educação na vacinação contra Covid-19

Trabalhadores da área defendem que as aulas presenciais só sejam retomadas após a imunização

As janelas na escola que Lucíola trabalha: várias emperradas, impedindo circulação

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Revista Fórum - O governo do presidente Jair Bolsonaro confirmou ao Supremo Tribunal Federal (STF) na terça-feira (3) que os profissionais de educação estão incluídos no grupo prioritário de vacinação contra Covid-19.

“É importante promover a proteção dos trabalhadores da educação, principalmente em um contexto de retomada das atividades. No entanto, sua priorização não deve se dar em detrimento dos grupos de maior risco de agravar e morrer pela doença. Impende destacar ainda que os trabalhadores da educação que estiverem dentro de algumas das condições de risco agravantes da covid-19 serão priorizados nos respectivos grupos característicos”, diz trecho do documento, obtido por O Globo.

No site do Ministério da Saúde os profissionais de educação aparecem na lista prioritária após idosos a partir de 60 anos, populações ribeirinhas, indígenas, pessoas com comobidades, pessoas em situação de rua, privados de liberdade e funcionários do sistema carcerários.

Leia mais na Fórum.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: