Após ameaças, povo abraça e escolta Lula em Chapecó

Aquela que poderia ser uma das etapas mais tensas da caravana do ex-presidente Lula, em razão de ameaças fascistas, terminou de forma apoteótica, com o presidente Lula sendo escoltado pela população catarinense até o seu hotel, na cidade de Chapecó; "Depois das ameaças, o ex-presidente Lula caminhou protegido pelo povo de Chapecó do palco do ato até o hotel, onde entrou pela porta da frente", disse o deputado Paulo Pimenta (PT-RS); em seu discurso na noite de ontem, Lula disse ainda que "o ódio não leva a nada"; confira o vídeo da população escoltando Lula

Lula em Chapecó
Lula em Chapecó (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Aquela que poderia ser uma das etapas mais tensas da caravana do ex-presidente Lula, em razão de ameaças fascistas, terminou de forma apoteótica, com o presidente Lula sendo escoltado pela população catarinense até o seu hotel, na cidade de Chapecó. "Depois das ameaças, o ex-presidente Lula caminhou protegido pelo povo de Chapecó do palco do ato até o hotel, onde entrou pela porta da frente", disse o deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

Em seu discurso na noite de ontem, Lula mandou um recado para os fascistas. "Um abraço, Chapecó! Um beijo e até mais se Deus quiser. Um conselho: não vamos ficar raivosos. E fascistas: aprendam a viver em democracia. O ódio não leva a nada", afirmou.

Confira o vídeo da população escoltando Lula:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247