Após cinco dias de apagão, o que está acontecendo no Amapá?

Após chegar ao quinto dia do apagão que deixou quase 90% da população sem energia, o governo do Amapá comunicou neste sábado (7) que haverá um rodízio em turnos de seis horas no fornecimento da eletricidade

Apagão no Amapá
Apagão no Amapá (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Fornecimento de energia começou a ser restabelecido em bairros das zonas sul, norte e central de Macapá, e ainda em áreas do município de Santana, na madrugada e no início da manhã deste sábado (7).

Após chegar ao quinto dia do apagão que deixou quase 90% da população sem energia, o governo do Amapá comunicou neste sábado (7) que haverá um rodízio em turnos de seis horas no fornecimento da eletricidade.

Além disso, mais cedo, governo federal publicou no Diário Oficial da União uma portaria que autoriza a contratação de até 150 megawatts (MW) para o estado. A contratação vale por até 180 dias, podendo ser reduzida caso o fornecimento volte a atingir "condição satisfatória".

Apesar dos esforços, a situação parece longe de terminar. Diante de uma onda de protestos da população, que foi às ruas e fechou vias na cidade de Macapá, o senador Randolfe Rodrigues recorreu à justiça federal, que atendeu ao pedido ainda na noite de sábado (7).

​O governo do Amapá afirmou que, em Santana, foram providenciados caminhões-pipa para a população, e a reativação do sistema de captação central do município estava programada para este sábado (7), porém, com o auxílio de gerador elétrico.

"O sistema central da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) funciona com 60% de sua capacidade desde as primeiras horas da quinta-feira (5)", informou o governo do Amapá.

Ainda de acordo com o comunicado, "todo o sistema da Caesa está preparado para ativação plena assim que o fornecimento de energia for restabelecido em cada região do estado".

Por meio de postagens nas redes sociais, o governador do Amapá celebrou a ajuda do governo federal e detalhou as medidas que estão sendo tomadas.

O fornecimento parcial de energia foi viabilizado após a conclusão dos reparos na subestação localizada na capital Macapá, que sofreu um incêndio na última terça (3), deixando 13 dos 16 municípios do estado sem fornecimento de luz por cinco dias.

​Nesta sexta (6), as Forças Armadas foram acionadas para auxiliar nas ações de restabelecimento.

A Força Aérea Brasileira (FAB) está realizando o transporte de equipamentos a bordo de suas aeronaves. Seis geradores serão enviados de Manaus para Macapá.

As tropas do exército irão fornecer combustíveis aos hospitais municipais e estaduais da capital do município de Santana. Há previsão de instalação de geradores em laboratórios e clínicas dedicadas ao tratamento da COVID-19.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247