Após cloroquina, Bolsonaro defende proxalutamida, sem eficácia comprovada contra a Covid-19

O remédio normalmente é utilizado para tratamento de câncer de próstata e de mama. Contra a Covid-19, os dados ainda são insuficientes

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Joédson Alves)


247 - Jair Bolsonaro arrumou mais um remédio sem eficácia comprovada contra a Covid-19, após passar o ano inteiro defendendo a ineficaz cloroquina. Em live nesta quinta-feira, 8, ele mencionou pela segunda vez na semana o remédio proxalutamida.

O remédio normalmente é utilizado para tratamento de câncer de próstata e de mama. “É uma possibilidade. Um outro possível remédio que estará à disposição de todos o Brasil. Esperamos que dê certo”, disse.

Estudo feito em Manaus apontou que o remédio é capaz de reduzir o tempo de internação e o número de mortes por Covid-19, mas os dados ainda são insuficientes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email