Após denúncias de 'fura-fila', Justiça Federal suspende entrega das vacinas de Oxford a Manaus

A decisão busca obter da Prefeitura total transparência sobre os critérios de vacinação na cidade

Servidor da Fiocruz prepara vacina de Oxford/AstraZeneca para a primeira aplicação no Brasil
Servidor da Fiocruz prepara vacina de Oxford/AstraZeneca para a primeira aplicação no Brasil (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Justiça Federal suspendeu nesta terça-feira (26) a entrega de 74.1 mil doses da vacina de Oxford, desenvolvida com a AstraZeneca, a Manaus, após falta de transparência da Prefeitura sobre os critérios de imunização. 

A decisão menciona a ocorrência de 'fura-fila' por moradores da capital manauara, incluindo filhas de milionários e secretários estaduais.

A decisão atende a uma Ação Civil Pública dos Ministérios Públicos do Estado (MPE), Federal (MPF), do Trabalho (MPT) e Especial junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), e Defensorias Públicas da União (DPU) e do Estado (DPE).

As informações foram reportadas no G1.

132.350 doses da vacina de Oxford chegaram à capital manauara na noite de sábado (23). A vacinação teve início com a CoronaVac (282 mil doses).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email