Após juíza proibir entrevistas, PT vai divulgar vídeos inéditos gravados por Lula

Após a juíza Carolina Lebbos proibir a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em eventos eleitorais ou mesmo de conceder entrevistas, o PT afirmou que vai reforçar a estratégia em torno da sua candidatura ao Planalto por meio da divulgação de vídeos gravados antes de sua prisão, em abril; além dos vídeos inéditos que serão exibidos no Youtube, o PT também relançará "vídeos históricos" de Lula

Após juíza proibir entrevistas, PT vai divulgar vídeos inéditos gravados por Lula
Após juíza proibir entrevistas, PT vai divulgar vídeos inéditos gravados por Lula (Foto: Reuters)

247 - Após a juíza Carolina Lebbos proibir a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em eventos eleitorais ou mesmo de conceder entrevistas, o PT afirmou que vai reforçar a estratégia em torno da sua candidatura ao Planalto por meio da divulgação de vídeos gravados antes de sua prisão, em abril. Além dos vídeos inéditos que serão exibidos no Youtube, o PT também relançará "vídeos históricos" de Lula. "Enganam-se os que acham que irão calar a voz do ex-presidente", disse a assessoria de Lula por meio de nota.

Os vídeos inéditos foram gravados na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), poucos dias antes de Lula ser preso e levado para Curitiba (PR). A decisão da juíza Carolina Lebbos foi duramente criticada pelo PT e por juristas de todo o país que avaliam que a competência da matéria compete à Justiça Eleitoral.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247