Após polêmica, Kakay diz não ter ofendido Damares

Mensagens do advogado sobre a ministra, em crítica à sua proposta de abstinência sexual, causaram polêmica. Em artigo, ele afirma: “Quero que fique bastante claro: em nenhum momento, eu ofendi a Ministra Damares”

247 - O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, publicou um artigo afirmando que não ofendeu a ministra Damares Alves, após mensagens suas criticando a ministra e sua política de abstinência sexual terem causado polêmica neste sábado 1.

“Quero que fique bastante claro: em nenhum momento, eu ofendi a Ministra Damares. Apenas registrei aquilo que realmente considero acerca das proposições políticas por ela expostas”, diz ele.

Segundo nota publicada na coluna Radar, da Veja, em um grupo de juristas no WhatsApp, Kakay escreveu o seguinte: “Foi uma pena os pais desta idiota não terem feito o que ela prega. Se não tivessem trepado, estaríamos livres dela”.

“Fiz a irônica observação crítica no sentido de que, se tivessem seguido a orientação da Ministra sobre a abstinência sexual, nós estaríamos livres de ouvir e de ler tantas sandices. Usei a palavra ‘trepar’, que talvez choque ouvidos puritanos, mas, na vida real, é assim: as pessoas trepam”, disse ainda Kakay.

Neste sábado 1, o ministro Sergio Moro se solidarizou com Damares, apontou “puro preconceito por Damares ser mulher, evangélica e Ministra” e disse que “há pessoas que merecem apenas ser ignoradas. Essa é uma delas”. 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247