Articulador de novo ministério da Segurança foi vetado por Moro para o comando da PF

A proposta de recriar o ministério da Segurança Pública, esvaziando poderes de Sergio Moro, além de revelar os problemas políticos entre o ministro e Jair Bolsonaro, traz à tona a disputa pelo comando da Polícia Federal

Anderson Torres
Anderson Torres (Foto: Reprodução/SSP-DF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O principal articulador da recriação do ministério da Segurança é Anderson Torres, atual secretário de Segurança do Governo do Distrito Federal. Ele já foi vetado por Sergio Moro para a chefia da Polícia Federal. 

Em represália, Torres passou a articular a recriação do ministério da Segurança Pública, com o apoio do ex-deputado Alberto Fraga (DEM). 

Caso o ministério seja recriado por Bolsonaro, Fraga assumirá a pasta. 

Enquanto isso, prossegue a disputa pelo comando da PF e Torres continua um dos nomes cogitados para o posto de diretor-geral. 

As informações são do Painel da Folha de S.Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247