Assessor de líder do PSL na Câmara é preso em operação contra roubo de carga

Preso na operação Mercúrio, contra roubo de cargas e lavagem de dinheiro, José Maria da Silva era delegado e trabalhava no gabinete do deputado e líder do partido de Jair Bolsonaro, Delegado Waldir (PSL-GO) desde 2016

(Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O assessor do deputado federal e líder do PSL, Delegado Waldir (GO), o também delegado José Maria da Silva, foi preso em operação contra roubo de cargas e lavagem de dinheiro. Após a prisão, o deputado exonerou o assessor.

Ele é acusado de receber propina, em 2014, no valor de R$ 100 mil de um homem que tinha sido preso por envolvimento com roubo e receptação de carga para reaver a mercadoria apreendida.

No gabinete do líder do partido de Bolsonaro, José Maria trabalhava desde 2016 e era responsável por elaborar os projetos de lei do deputado. Em nota, Waldir disse que “a suposta conduta criminosa teria ocorrido quando ele exercia a função de delegado na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas, no período de 6 de fevereiro de 2013 à 30 de janeiro de 2015".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email