Assessora especial do MEC defende adoção de “princípios bíblicos da educação”

A assessora Inez Augusto Botelho, nomeada pelo pastor presbiteriano Milton Ribeiro, ministro da Educação, defende “retorno aos princípios bíblicos da educação”. Inez também é presbiteriana e receberá salário de R$ 13.623,00

(Brasília - DF, 16/07/2020) Solenidade de Posse do senhor Milton Ribeiro, Ministro de Estado da Educação (videoconferência).
(Brasília - DF, 16/07/2020) Solenidade de Posse do senhor Milton Ribeiro, Ministro de Estado da Educação (videoconferência). (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O pastor presbiteriano Milton Ribeiro, ministro da Educação indicado por Jair Bolsonaro, nomeou Inez Augusto Botelho para ocupar um cargo de assessoria no MEC, uma religiosa defensora da adoção de princípios bíblicos no ensino. Ela também é crítica a conteúdos de livros didáticos e à Base Nacional Comum Curricular. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Inez foi nomeada na sexta-feira (21) como assessora especial do Ministério da Educação, com salário de R$ 13.623,39, acrescenta a reportagem.

A nova assessora é doutora em ciência da religião e mestre em educação cristã, de acordo com seu currículo. Inez realiza palestras em igrejas e eventos públicos voltados a educadores a partir de temas como "Cosmovisão & educação" e "Retorno aos princípios bíblicos da educação”.

A pasta não respondeu questionamentos da Folha sobre qual será a função dela no governo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247