“Bandeirantes foram instrumento do progresso nacional”, diz Rui Costa Pimenta

O presidente do PCO criticou na TV 247 o incêndio na estátua de Borba Gato, em São Paulo, e defendeu que o papel dos Bandeirantes seja mais reconhecido. Para o líder partidário, sem eles, o Brasil seria uma nação fragmentada e muito mais submissa ao imperialismo. Assista

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Reprodução)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, reforçou, em entrevista à TV 247, o papel dos Bandeirantes na construção da nação brasileira e criticou o incêndio na estátua de Borba Gato, em São Paulo.

“Foi coisa de intelectuais pequeno-burgueses”, criticou. “Não foram jovens da periferia irados. Essa é uma política que vem da universidade. Esse negócio de Revolução Periférica foi para dar um ar popular na coisa”.

continua após o anúncio

Para ele, é necessário lembrar das verdadeiras opressões e perceber que o papel dos Bandeirantes na história do Brasil foi crucial para evitar que o País se tornasse ainda mais submisso ao imperialismo: “A construção da nação brasileira é produto, em um certo sentido, da luta de classes. É um progresso que foi alcançado apesar de toda a pressão contrária. Para o colonialismo e o imperialismo, o ideal é que as nações oprimidas sejam pequenininhas e fracas. Eles dividem os países como se fosse tirando uma fatia de bolo, como na Iugoslávia e na antiga União Soviética. Eles querem países pequenos e fracos. O Brasil é um país grande, e isso é um progresso muito grande”.

“Eles foram instrumentos do progresso econômico nacional e abriram o caminho para a construção do Brasil. Se o Brasil fosse dividido em cinco países, a América Latina seria muito mais oprimida do que hoje. O Brasil é um estorvo na dominação política, assim como a Índia e a China”, completou. 

continua após o anúncio

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247