Barbosa: STF ‘não falhará’ neste momento ‘triste e doloroso’

"O Brasil precisa muito desta Corte neste momento e esta Corte com certeza não falhará", apostou o ministro aposentado Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo, em discurso durante cerimônia de exposição de seu retrato na galeria de ex-presidentes; segundo ele, Brasil passa por momento "cataclísmico, triste e doloroso"

Ministro Joaquim Barbosa tira fotos com jornalistas após sessão extraordinária do STF. Foto:Nelson Jr./SCO/STF (01/07/2014)
Ministro Joaquim Barbosa tira fotos com jornalistas após sessão extraordinária do STF. Foto:Nelson Jr./SCO/STF (01/07/2014) (Foto: Gisele Federicce)

André Richter - Repórter da Agência Brasil

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse nesta quarta-feira (7) que o Brasil "precisa muito" dos ministros da Corte. Barbosa participou nesta tarde de uma solenidade de aposição de fotos de ex-presidentes do tribunal, evento tradicional na Corte.

Durante seu discurso, ao comentar sua condução como relator da Ação Penal 470, o processo do mensalão, Barbosa disse que o combate à corrupção se deve a decisões tomadas no passado pela Corte. Na avaliação dele, o atual momento político do país é uma "revolução silenciosa".

"Eu não os invejo [ministros], eu não gostaria de estar aqui na Corte neste momento cataclísmico. Eu só diria o seguinte, o Brasil precisa muito dos senhores. O Brasil precisa muito desta Corte", disse.

Após 11 anos como ministro do STF, Joaquim Barbosa pediu aposentadoria antecipada em julho de 2014 alegando questões pessoais. Ele foi o primeiro negro a presidir o STF e foi indicado ao cargo de ministro da Suprema Corte em 2003, no mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247