Barroso diz que Braga Netto lhe telefonou e negou a ameaça golpista

"Conversei com o Ministro da Defesa e com o Presidente da Câmara e ambos desmentiram, enfaticamente, qualquer episódio de ameaça às eleições", afirmou o ministro do STF e presidente do TSE, Luís Roberto Barroso

www.brasil247.com - Presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, e o ministro da Defesa, Braga Netto
Presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, e o ministro da Defesa, Braga Netto (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF | Alan Santos/PR)


247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, disse nesta quinta-feira (22) ter conversado com o ministro da Defesa, Braga Netto, e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e ambos negaram ameaça às eleições do próximo ano.

"Conversei com o Ministro da Defesa e com o Presidente da Câmara e ambos desmentiram, enfaticamente, qualquer episódio de ameaça às eleições. Temos uma Constituição em vigor, instituições funcionando, imprensa livre e sociedade consciente e mobilizada em favor da democracia", escreveu o magistrado no Twitter. 

O ministro teria mandado um recado a Lira, por meio de um interlocutor, ao dizer que não haverá eleição no próximo ano sem o voto impresso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O voto impresso é uma das principais causas defendidas por Jair Bolsonaro e seus aliados como uma tentativa de golpe em 2022, diante de pesquisas que vêm apontando liderança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aumento da rejeição ao governo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email