Barroso diz que Temer usa estado para destruir JBS

Ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso reconheceu nesta sexta-feira 9 que o governo federal usa o Estado para destruir a empresa JBS, que delata Michel Temer na Lava Jato; segundo ele, o Estado brasileiro é "rancoroso e vingativo" e, em sua opinião, o frigorífico tende a sofrer retaliação após o empresário Joesley Batista ter denunciado Temer por participar de esquema de corrupção; "Ninguém tem dúvida de que a JBS vai virar terra arrasada. Já está lá a Polícia Federal, a Receita Federal, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários). De repente, todo mundo descobriu a JBS. É um Estado rancoroso e vingativo. Portanto, a gente tem que diminuir esse Estado, já que não pode se livrar dele", afirmou

Ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso reconheceu nesta sexta-feira 9 que o governo federal usa o Estado para destruir a empresa JBS, que delata Michel Temer na Lava Jato; segundo ele, o Estado brasileiro é "rancoroso e vingativo" e, em sua opinião, o frigorífico tende a sofrer retaliação após o empresário Joesley Batista ter denunciado Temer por participar de esquema de corrupção; "Ninguém tem dúvida de que a JBS vai virar terra arrasada. Já está lá a Polícia Federal, a Receita Federal, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários). De repente, todo mundo descobriu a JBS. É um Estado rancoroso e vingativo. Portanto, a gente tem que diminuir esse Estado, já que não pode se livrar dele", afirmou
Ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso reconheceu nesta sexta-feira 9 que o governo federal usa o Estado para destruir a empresa JBS, que delata Michel Temer na Lava Jato; segundo ele, o Estado brasileiro é "rancoroso e vingativo" e, em sua opinião, o frigorífico tende a sofrer retaliação após o empresário Joesley Batista ter denunciado Temer por participar de esquema de corrupção; "Ninguém tem dúvida de que a JBS vai virar terra arrasada. Já está lá a Polícia Federal, a Receita Federal, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários). De repente, todo mundo descobriu a JBS. É um Estado rancoroso e vingativo. Portanto, a gente tem que diminuir esse Estado, já que não pode se livrar dele", afirmou (Foto: Gisele Federicce)

247 - Ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso reconheceu nesta sexta-feira 9 que o governo federal usa o Estado para destruir a empresa JBS, que delata Michel Temer na Lava Jato.

Segundo ele, o Estado brasileiro é "rancoroso e vingativo" e, em sua opinião, o frigorífico tende a sofrer retaliação após o empresário Joesley Batista ter denunciado Temer por participar de esquema de corrupção.

"Ninguém tem dúvida de que a JBS vai virar terra arrasada. Já está lá a Polícia Federal, a Receita Federal, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários). De repente, todo mundo descobriu a JBS. É um Estado rancoroso e vingativo. Portanto, a gente tem que diminuir esse Estado, já que não pode se livrar dele", afirmou.

Nos últimos dias, Temer já tomou ao menos três decisões arbitrárias para punir a JBS: proibiu a Caixa Econômica Federal de emprestar para a empresa, rompeu contrato, por meio da Petrobras, com empresa da J&F no setor de gás e criou uma medida provisória para perseguir quem o delatou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247