Bebianno diz que já cabe impeachment de Bolsonaro

O ex-ministro de Jair Bolsonaro e hoje seu desafeto, Gustavo Bebianno, opina que o fato de o governo de extrema-direita estar perseguindo o jornal Folha de S.Paulo e as ameaças feitas aos anunciantes são motivos suficientes para iniciar um processo de impedimento do ocupante do Palácio do Planalto

247 - Gustavo Bebianno se filiou neste domingo (1º/12) ao PSDB e assumiu a presidência do diretório municipal do Rio de Janeiro. A cerimônia de filiação contou com a presença do governador tucano João Doria.  

De acordo com Bebianno, a democracia está em risco e tudo o que Bolsonaro quer "é um pretexto para a adoção de medidas autoritárias".  

Em entrevista ao UOL, o ex-secretário geral da Presidência da República, diz que como presidente do diretório municipal do PSDB no Rio de Janeiro, tem planos mais amplos, em escala nacional.   

Bebianno considera um "ato de retrocesso, um absurdo" a perseguição ao jornal Folha de S.Paulo, um fato grave que "abre uma porta até para um pedido de impeachment do presidente, uma vez que ele afronta a liberdade de imprensa defendida pela Constituição".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247