Bebianno sai da toca e acusa Bolsonaro de terceirizar laranjal

Tido como ex-braço direito de Bolsonaro, o ex-ministro Gustavo Bebianno lambe as feridas e acusa o presidente de tentar jogar o laranjal nas suas costas, "de forma desleal". Ele fustiga os filhos do ex-chefe e amigo: sobre o laranjal do Rio de Janeiro, o presidente do partido é o Flávio [Bolsonaro]

247 - Tido como ex-braço direito de Bolsonaro, o ex-ministro Gustavo Bebianno lambe as feridas e acusa o presidente de tentar jogar o laranjal nas suas costas, "de forma desleal". Ele fustiga os filhos do ex-chefe e amigo: sobre o laranjal do Rio de Janeiro, o presidente do partido é o Flávio [Bolsonaro]

A reportagem do portal Uol destaca que "para Bebianno, se Bolsonaro "continuar neste ritmo" em relação à desarticulação com o Congresso, o presidente não se reelege. "Eu só vejo uma possibilidade de ruptura se o próprio governo criar esse clima. Se partirem do governo propostas de rupturas institucionais. Aí o governo se coloca na linha de tiro", diz."

A matéria ainda acrescenta que "ele afirma ainda que as constantes demissões de militares --o seu sucessor na Secretaria de Governo, general Floriano Peixoto, também foi demitido da pasta-- já afastaram Bolsonaro da ala militar."

Ao vivo na TV 247 Youtube 247