Biden envia conselheiro de segurança para conversa com Lula na próxima semana

Na pauta devem estar também a posse de Lula - que pode ter a presença do secretário de Estado, Antony Blinken - e uma possível viagem do presidente eleito a Washington

www.brasil247.com - Jake Sullivan e Luiz Inácio Lula da Silva
Jake Sullivan e Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Reuters)


BRASÍLIA (Reuters) - O presidente norte-americano, Joe Biden, irá enviar ao Brasil, na próxima semana, dois altos funcionários da Casa Branca - o conselheiro de segurança nacional, Jake Sullivan, e o assessor para América Latina, Juan Gonzalez, para um primeiro encontro com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, disseram à Reuters duas fontes a par das negociações.

O encontro, que deve acontecer em Brasília, está marcado, em princípio, para o dia 5 de dezembro e, de acordo com uma das fontes, tem a intenção de "reafirmar a parceria entre os dois países".

Na pauta devem estar também a posse de Lula - que pode ter a presença do secretário de Estado, Antony Blinken - e uma possível viagem do presidente eleito a Washington ainda no primeiro semestre de 2023.

Mesmo antes da eleição, o governo norte-americano já havia iniciado contatos com a campanha de Lula, e o próprio presidente eleito teve um encontro com o encarregado de negócios da embaixada, Douglas Koneff, ainda em setembro.

Biden foi um dos primeiros chefes de Estado a cumprimentar Lula pela vitória, ainda na noite do domingo da eleição, em ma posição articulada pelos norte-americanos --e outros países-- de reconhecer imediatamente o resultado eleitoral e ajudar a evitar maiores questionamentos. O presidente norte-americano conversou por telefone no dia seguinte à posse.

Lula chegou a revelar a intenção de visitar os Estados Unidos antes mesmo de tomar posse --assim como a outros países-- mas o governo norte-americano prefere que o encontro aconteça apenas depois, com o presidente eleito já tendo tomado posse. O assunto deve fazer parte das conversas com Sullivan e Gonzalez, disse uma das fontes.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247