Bill Clinton: ódio deve ficar fora da eleição

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton fez uma advertência ao Brasil durante uma palestra em São Paulo nesta sexta (21): a raiva e o ódio não serão bons guias para a eleição: "Em um país como este, quando há raiva, ódio, ressentimento, não há boas decisões"; ironicamente, FHC, um político guiado pelo ressentimento e a inveja estava sentado ao lado dele no evento do mercado financeiro

Bill Clinton: ódio deve ficar fora da eleição
Bill Clinton: ódio deve ficar fora da eleição

247 - O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton (1993-2001) fez uma advertência ao Brasil durante uma palestra em São Paulo nesta sexta (21): a raiva e o ódio não serão bons guias para a eleição. "Em um país como este, quando há raiva, ódio, ressentimento, não há boas decisões. Também penso isso a respeito dos Estados Unidos, mas acredito que vamos voltar a fazer as coisas todos juntos (pessoas de partidos diferentes)", referindo-se também à derrota de sua mulher, Hillary, para Donald Trump nas eleições de 2016.

"Não tente tomar uma decisão quando você está nervoso, você nunca toma decisões acertadas", disse Clinton a uma plateia de investidores em palestra no evento Expert2018 da XP Investimentos, a maior corretora do país, ligada ao Banco Itaú.

Ironicamente, estava ao lado dele o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, cuja trajetória política é marcada pelo ressentimento e a inveja (leia aqui artigo de Luis Nassif sobre o tema) 

Leia mais aqui

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247