Blindado, Alckmin diz que provará rapidamente sua inocência

O ex-governador Geraldo Alckmin afirma que conseguirá provar rapidamente sua inocência; sem foro privilegiado, o pré candidato a presidência pelo PSDB que patina nas pesquisas se surpreendeu com a notícia de que a PRG pediu o envio de seu inquérito à justiça eleitoral

São Paulo - O governador Geraldo Alckmin anunciou o adiamento da reorganização escolar, a coletiva foi realizada no Palácio dos Bandeirantes. (SECOM/ Gov.de SP)
São Paulo - O governador Geraldo Alckmin anunciou o adiamento da reorganização escolar, a coletiva foi realizada no Palácio dos Bandeirantes. (SECOM/ Gov.de SP) (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-governador Geraldo Alckmin afirma que conseguirá provar rapidamente sua inocência. Sem foro privilegiado, o pré candidato a presidência pelo PSDB que patina nas pesquisas se surpreendeu com a notícia de que a PRG pediu o envio de seu inquérito à justiça eleitoral.

“Sem foro privilegiado desde que deixou o governo de São Paulo, na última semana, para disputar a eleição presidencial, o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, foi surpreendido pela notícia de que a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o inquérito contra ele seja remetido à justiça eleitoral. Alckmin disse que sua inocência será provada “rapidamente”.

— Nem estou sabendo. A delação é de natureza eleitoral e sem nenhuma procedência. Isso vai ficar provado rapidamente — comentou Alckmin.”

Leia mais aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247