Blindado pelo Judiciário, defesa de Aécio pede arquivamento de inquérito sobre desvios em Furnas

Defesa do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) pediu que o STF arquive o inquérito pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva por desvios cometidos em Furnas alegando que os supostos crimes estriam prescritos

Aécio Neves
Aécio Neves (Foto: Lula Marques/Agência PT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) solicitou que o Supremo Tribunal Federal (STF) arquive o inquérito no qual é investigado pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva por supostos desvios e irregularidades praticadas na estatal de Furnas Centrais Elétricas. 

Segundo reportagem do blog da jornalista Bela Megale, a defesa do parlamentar alega que os supostos crimes já teriam prescrevidos, uma vez que teriam acontecido há 16 anos. Ainda segundo os advogados, o inquérito teria passado por “prorrogações sucessivas”, sem apontar elementos ou indícios de provas que comprovassem as delações premiadas do ex-senador Delcídio do Amaral e do doleiro Alberto Youssef. 

Apesar de aberta em 2016, a investigação foi arquivada pelo ministro do STF Gilmar Mendes. O inquérito, porém, foi reaberto há um ano pela Segunda Turma da Corte em função do aparecimento de novas provas relacionado a ocultação de dinheiro no exterior. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247