Boff diz que Robinho poderá aprender na prisão a não usar o nome de Deus para se justificar

Teólogo também afirmou que não se pode esperar muita coisa de quem admira Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Boff é proibido de dar palestra no Inca por ser contra governo Bolsonaro
Boff é proibido de dar palestra no Inca por ser contra governo Bolsonaro (Foto: Guilherme Santos/Sul21)


247 – O teólogo Leonardo Boff se manifestou no twitter sobre o caso do jogador Robinho, condenado por estupro e afastado do Santos. "A justiça italiana condenou o Robinho. Na prisão, se ocorrer, terá tempo de aprender a não ofender as mulheres e a não usar o nome de Deus para se justificar. Não basta ser bom em futebol, tem que ser bom na vida. Não se deve esperar muito de quem admira o atual presidente", afirmou. Confira também reações de lideranças feministas:

A entrevista em que o jogador Robinho, condenado por estupro e dispensado pelo Santos, disse que "infelizmente existe esse movimento feminista" e que "muitas mulhres nem são mulheres", provocou reações imediatas de lideranças feministas, que expuseram o machismo perverso do atleta. “Felizmente existe esse movimento contra o estupro coletivo”, disse a candidata Manuela D'Ávila, que lidera as pesquisas em Porto Alegre. “Homens como você serão cada vez mais expostos e pagarão por seus crimes”, afirmou a cantora Zélia Duncan. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) também criticou o jogador. "Mostrar ódio e desprezo para com as mulheres é sua melhor defesa? Essas ideias são a base de toda cultura e violência de gênero", pontuou. "Ler os diálogos de Robinho no processo judicial é como olhar pelo buraco da fechadura para a masculinidade perversa. Homens entre si exercitando a pedagogia da violência contra as mulheres", afirmou a professora Débora Diniz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email